30 maio, 2020

Duas notícias e uma conclusão...


«Em um breve discurso feito na tarde desta sexta-feira (29/05) na Casa Branca, o presidente americano, Donald Trump, anunciou o "término da relação" do país com a Organização Mundial da Saúde (OMS) em plena pandemia de coronavírus.
"A partir de hoje encerraremos nossa relação com a Organização Mundial da Saúde e redirecionaremos estas verbas para outras necessidades globais, urgentes e merecedoras na saúde", afirmou o republicano, sem detalhar como tal rompimento seria feito.»
E VAI DAÍ... 
«A NATO está a desconfinar os jogos de guerra na Europa que, em boa verdade, nunca chegou a confinar. Manobras militares vão decorrer durante duas semanas na Polónia – uma imensa base militar norte-americana – no âmbito dos envolventes e abrangentes exercícios Defender-Europe 20. Milhares de soldados dos Estados Unidos, o país mais atingido pela epidemia, desembarcam na Europa, continente onde se viveu uma carnificina, para queimar milhões de dólares e euros que seriam essenciais para os sistemas de saúde pública e uma genuína recuperação da economia.»
Ler tudo n´O LADO OCULTO
E, ASSIM:

7 comentários:

Catarina disse...

Em Janeiro, quando Joe Biden tomar posse... vai tudo regressar à "normalidade".

ematejoca disse...

O Rogério é anti-americano, seja qual for o presidente!!!

Catarina disse...

:)) Eu sei. Capitalismo não é com ele. :))

Rogério G.V. Pereira disse...

Teresa, não quero depreender
das suas palavras que apoia
o presidente mais anti-americano
que o povo americano jamais teve

E registe outra coisa:
Nunca personalizo as políticas
e, assim, Trump não é um homem só!
(aliás, a Europa está com ele)

Maria João Brito de Sousa disse...

Da guerra ainda em curso - guerra sanitária, entenda-se - o Ocidente não se está a sair lá muito bem, não.

Abraço

Elvira Carvalho disse...

Atualizei a leitura. Nem sei como comentar, a não ser que a nossa espécie tomou o caminho da extinção e parece não querer mudar de rumo.
Abraço, saúde e bom domingo

" R y k @ r d o " disse...

A ânsia e o poder humano, acima das realidades físicas do mundo
.
Um domingo de felicidade