01 junho, 2010

Compromissos necessários para um circulo diferente e virtuoso


Não queiram saber a trabalhera quê tive para encontrar esta foto do Conselho Económico e Social. Meti vária palavras, nomeadamente: Conselho Económico e Social; reunião do Conselho Económico; Helena André preside ao dito. Sabem o que o Google me dava sistematicamente? Eu digo: Imagens do Lula da Silva. Verdade! Experimentem...

Pensei nas razões e a conclusão foi: De facto nunca em Portugal houve qualquer concertação económica com os parceiros sociais. Houve sim, anúncios de factos consumados, em torno da Concertação Social. Assim, sem qualquer precedente nem experiência, tenhamos a esperança de que os senhores da foto possam assumir a paternidade do seguinte "circulo virtuoso" e, de seguida; se comportem conforme os compromissos aí assumidos em torno disto:

Também neste esquema, as imagens valem mais do que umas dezenas de palavras. Contudo, para que não restem duvidas, entenda-se que se está perante um punhado de novas políticas. A saber:

- ACABA A MAMA - Significa: que as Offshore estão tramadas e que o dinheirito regressa em condições a definir; que os dividendos serão justamente taxados; que a economia paralela vai à vida; que combustíveis, energia e comunicações passarão a praticar preços-crise nos seus fornecimentos às PME; que os escalões do IRS serão revistos de forma a verem aumentada a sua incidência nos escalões mais elevados:

- CREDITO VOA Pª AS PMEs - Significa que durante um período a definir as disponibilidades de crédito serão: severamente restritas no apoio ao consumo; zero para as grandes empresas (se querem investir que o façam com os lucros gerados); Prioridade absoluta para PMEs em condições de clara contrapartida de investimento útil.

- O resto da imagem, tem leitura fácil. O modelo assenta no pressuposto de que a melhoria do emprego e poder de compra geram condições para alavancar o crescimento e, assim, alargar-se a classe média e o "acesso aos bifes"...

Nas ruas, no passado dia 29, milhares reclamaram estas medidas. Se, como se espera, aqueles senhores da fotografia de cima derem respostas aos senhores desta fotografia em baixo, então eles poderão considerar-se padrinhos de um novo Portugal...
Amanhã teremos notícias,
mas a avaliar pelo que é dito aqui,
nada do que está escrito neste post
se poderá vir a confirmar...