16 agosto, 2011

Texto inapropriado (2)

Os meus textos continuam, como o tempo, inapropriados à época estival tão propicia ao usofruto do sol, do mar e do que eles nos podem dar. Estou contra a corrente e, por isso, não espero ser lido por muita gente. Escrevo e guardo. Escrevendo penso. Guardando, ficam memórias, talvez úteis num futuro próximo...

Ontem escrevi que um filósofo recomendava que se expurgasse, pela raiz, o capital. Esta proposta mantém-se actual, apesar de agora outro pensador vir dizer que Karl Marx estava certo: "o capitalismo pode destruir-se a si próprio, porque não se pode continuar a transferir rendimentos dos salários para os lucros sem ter menor capacidade de trabalho e uma menor procura". É que se não houver outra estrutura para um novo sistema, o capital encontrará outra forma de sobrevivência, na mesma base: "A exploração do homem pelo homem"

Entretanto, "alheio" ao que esses pensadores vão dizendo, o governo prepara-se para fazer o que os seus anteriores fizeram, retirar a discussão da concertação economica do espaço institucional criado para tal. O que será agendado será reduzindo à componente social com o objectivo, encapotado, de procurar a aceitação pacifica dos impactos sociais das medidas já tomadas. A verdadeira concertação já foi feita... com a troika. Agora trata-se de mais uma vez encenar... e progredir no circulo vicioso já por mim desenhado, como se vê abaixo:

No desenho, editado há mais de um ano, se mudar a palavra PEC por TROIKA ficará actual (bem como o texto que lá está escrito)