29 dezembro, 2015

Balanço 2015: Os meus melhores, segundo critérios inspirados pela Minha Alma, aos quais não se opôs Meu Contrário (nem Eu)

A minha melhor frase: Publicada pela primeira vez, numa resposta ao Diogo, em Fevereiro
"Mudar o Mundo não custa muito, leva é tempo!"
O meu melhor post: "Filhos, hoje o dia é delas...", em Maio (é também o melhor vídeo)


A memória que fica

Depois do ventre, o seio
O colo
A caricia e o consolo 
O perfume que permanece
Enquanto se cresce
A mão na testa
A mão que tapa
A mão que lava
A mão que trava
(Por aí não, filho)
O sorriso
O ralhete, no momento preciso
E a memória que fica
muito depois da partida
Rogério Pereira
A minha melhor foto: no dia em que o (nosso) Mundo começou a mudar, em Novembro

Reafirmamos agora, e em definitivo, o que temos sublinhado: há na Assembleia da República uma maioria de deputados que é condição bastante para o PS formar governo, apresentar o seu programa, entrar em funções e adoptar uma política que assegure uma solução duradoura na perspectiva da legislatura.  - ler tudo aqui

3 comentários:

Ana Tapadas disse...

Tiveste um ano e tanto! Outros tantos virão para a tua luta...
Desejo um 2016 melhor!

Beijo meu

Elvira Carvalho disse...

Lembro da frase, do filme, e da foto. Gostei imenso do poema, e venho desejar que 2016, seja aquele ano com que sempre sonhou.
Em principio só voltarei em 2016
Um abraço dias felizes.

Luis Coelho disse...

Gosto do poema. Encaixa comigo.
Quanto ao ano não sei se haverá mais engano.
"Mudam-se os tempos,mudam-se as vontades..."