03 dezembro, 2015

Constança e os sinais da mudança

A última coisa que me passaria pela cabeça seria apresentar uma ficha a Constança. Em tempos me referia ao seu ar de tia, como resposta a um sms que me alertava para um comentário seu. Com a infestação de comentaristas e politólogos, fui baixando o nível de exigência e procurei desesperadamente, canal a canal, alguém que (mesmo encartado) pudesse influenciar a opinião pública com um beliscar de acordar. Lembrando-me do tal sms, procurei Constança. Passei a dar-lhe atenção e, agora, sigo-a. Mas a última coisa que me passaria pela cabeça era apresentar-lhe uma ficha.
Enviar um comentário