28 dezembro, 2015

Os figurões do ano: Ricardo Salgado (visto do outro lado)

A imagem já foi antes publicada, mas agora, vista do outro lado, serve para falar de outro figurão, o Ricardo.
Ricardo Salgado, visto como o "dono disto tudo" mas que na realidade era (e ainda é) o símbolo do regime saído do 25 de Novembro e da supremacia dos banqueiros sobre todos os valores (leia-se s.f.f.).
E porque isto anda tudo ligado há uma outra candidatura que fez parte da teia, agora em vias de ser desfeita com a implosão do império, com efeitos e custos ainda por avaliar e sofrer.  Lembremos tudo: 

7 comentários:

Elvira Carvalho disse...

Fui ler tudo e vi o filme. E nem sei que diga. Nós sabemos que é mau. Mas quando lemos estes artigos e vemos os números, chegamos à conclusão que é bem pior do que pensávamos.
Um abraço

Joana C. Silva disse...

e será isto novidade para quem?

AvoGi disse...

Olha olha uma cambada de gatunos
Kis:>}

Maria Eu disse...

Nem me apetece olhar para estas figuras. Fico enjoada!

Beijinhos, Rogério. :)

Fê blue bird disse...

Nunca é demais lembrar estes casos e estas "figuras", mas hoje venho aqui com outra missão:
Desejar-lhe um excelente 2016 na companhia da sua maravilhosa família!

Um beijinho grato pela sua amizade

Agostinho disse...

Figurantes e figurões!

Graça Sampaio disse...

Figurões é eufemismo... Que nojo! Que náusea! Que vómito!! (E termos de aturar aquele papagaio de serviço em Belém é o maior dos nojos. Ai, povo, povo....)