17 janeiro, 2017

Congresso do jornalismo, o que na verdade me inquieta...

Não sei ao certo quantos jornalistas haverá, nem quantos foram os que passaram por lá, os que intervieram e o que disseram.
O que me inquieta nem é tanto o que por lá foi dito, mas o pouco interesse que o público leitor lhe dedicou. O que me inquieta é a pouca solidariedade de classe...
Vejam só, para uma amostragem desses quatro vídeos editados no youtube, o que elejo, tinha (às 2h30 do dia 17 de Janeiro) apenas 83 visualizações (e os outros vídeos não estavam melhor, antes pelo contrário).

Vale a coragem de quem não se cala... e se a classe se une...

3 comentários:

Elvira Carvalho disse...

Não fazia ideia de que havia tanta precariedade no jornalismo, mesmo sabendo que em Portugal a precariedade é o maior flagelo que atravessa quase todas as profissões.
Abraço

Anónimo disse...

Tem, neste momento, 135 visualizações, o que ainda não é nada se comparado com a "viralidade" de uns vídeozecos sem interesse absolutamente nenhum - na minha opinião, que ainda vou prezando q.b. - que se tornam "virais" em poucos minutos...

Abraço!

Maria João
Tens razão! A mim, preocupa-me exactamente o mesmo.

São disse...

Lamentável é também a classe ter estado tanto tempo sem se reunir.

Obviamente , que isso não valida nada de tudo quanto os jornalistas sofrem neste momento.