21 janeiro, 2017

Trump, os Marretas e a minha improvável "estrela Michelin"


Perguntarão, ao ler o título, o que terá o cu a ver com as calças. Não há nada que não tenha explicação e eu dou-a: apesar da mais que evidente ausência de sectores relevantes da sociedade americana no apoio a Trump, ele fez-se eleger presidente; mesmo confrontado com o cerrado ataque dos democratas e de Hillary, ele venceu; mesmo com o elevado, sofisticado e bem criativo exposto do ridículo, ele ganhou o apoio do povo... 
O que se passou? Eu explico com um exemplo. E é assim:
Hoje, cozinhei para gente, muita gente, do meu partido lá no Centro de Trabalho. Tivesse o criativo The Muppets me ridicularizado o acto e comparado o meu desempenho ao do louco cozinheiro sueco e é muito provável que estivesse agora a receber uma Estrela Michelin. 
Isto é: Trump talvez não fosse presidente se lhe tivessem pegado pela parte em que era válido ter sido atacado. O pior é que eu não sei se haveria muitas...