04 janeiro, 2010

PME, semanários e seus suplementos económicos


Se as multinacionais podiam viver sem os semanários?
Poder, podiam!... mas não era a mesma coisa!

Anda Carvalho! (não! Os carvalhos não andam!)
Anda Silva (não! As silvas, por selvagens, não vão assim...)
Então de arruaceiro e fura greves, na imagem de cima, não vens à mão, na imagem de baixo, onde até te colocamos ao lado de gente credivel?
Até te pusemos a falar sobre as PME.
Nunca (ou poucas vezes) falamos desse vasto e desinteressante universo da tua economia (não da nossa). Até te damos a hipótese de representar essa gente. Vê só a importância que te estamos a dar. Nunca (ou poucas vezes) facultamos entrevistas a dirigentes desse patronato. Não entram nos nossos painéis, papeis, entrevistas e revistas. Entras tu. Mas se fazes as pazes com o motor da tua correia de transmissão, tás feito. Nem te atrevas a desmentir o que dizemos no primeiro caderno do Expresso. Anda Carvalho Silva.