12 janeiro, 2010

DN, DN. Qual o teu ADN?

No DN de domingo (que só hoje li) vem publicada uma interessante entrevista a Maria José Morgado. A dada altura terá sorrido aos entrevistadores. Coisa única, comentaram estes sem dizerem porque tal terá acontecido… Mas eu sei. Foi quando lhe terão inquirido sobre se sempre era verdade que MJM tenha tido influência nas medidas tomadas por Obama ou na decisão do Papa em dedicar uma encíclica ao tema das offshores (ver o meu post de 2 de Janeiro, Nas perguntas que o Expresso não fez, "As contas offshore vão continuar a engordar?).

Para não parecer um auto elogio, passo à frente e sublinho algumas frases sem as retirar do contexto. A uma pergunta sobre a duração de um caso que, segundo o entrevistador, os jornais já falam que poderá levar sete anos, responde ela assim:

"Isso é misturar notícias com investigação criminal, que são mundos completamente diversos. Faz-se uma notícia num dia, enquanto os crimes podem ser praticados de forma prolongada. Quando falamos de criminalidade complexa e grave, as exigências processuais são máximas e de uma enorme ritualização e complexidade, mas o nosso sistema processual penal não tem condições para essa celeridade. É bom que os portugueses o saibam. E só o desconhecem porque os jornalistas têm observações superficiais a esse respeito".

Progride a entrevista:

"Porquê superficiais?
Trabalham em sistema de bolas incandescentes de mediatização e são pouco analíticos. Mas isso também não me preocupa, porque não sou jornalista falhada, estou preocupada é com a eficácia e justiça ao nível das minhas responsabilidades. E já chega.
Essas bolas incandescentes mediáticas são manipuladas?
Não! Tabloidizam é de tal forma a realidade que impedem as pessoas de as compreender, e passa a existir dois processos diferentes: o mediático e o verdadeiro!

E nunca se fundem?
O processo verdadeiro tem regras a cumprir. Temos um Código de Processo Penal… “


Eu fecho este post avinagrando a conversa: não será possível à informação do Expresso acompanhar o processo verdadeiro?