27 janeiro, 2010

Ai! Quem me ajuda?

Hoje, perante muitas dúvidas, fui por essa blogosfera fora a pedir ajuda, nestes termos:

Prometi no meu blog que comentaria o que Nicolau Santos escreveu no último Expresso “Orçamento de que o país precisa…mas que não vai ter”. Podem ajudar? Escreveu o Nicolau: que o pais precisaria que fosse fixado “um plafond mínimo para os lucros da banca (há bancos que pagam taxas de IRC entre 8 e 10%).” Vamos ter isto ou não? A medida, que o Nicolau diz não ser a aspirina para o doente grave, está inscrita no orçamento?"
Outra questão: veja se desempata? O Nicolau diz uma coisa e a Associação Portuguesa de Bancos diz
outra. (em declarações à Agência Lusa, a porta-voz da APB diz que "o sector bancário paga 25% de IRC, tal como todos os outros sectores" e rejeitou qualquer tratamento de favor). Alguém me dá uma dica ou esclarecimento?

Aproveito para pedir um comentário seu: Qual a sua opinião?