22 janeiro, 2010

O SOL não ouve o Bruce Springsteen


A imagem e o texto da página 20 do SOL sobre o Haiti, fez sombra a tudo o resto. Até porque o resto é zero. Este semanário espera a evolução das negociações do PS com o PSD, amanhã, para poder continuar a desenvolver a sua agenda.

Sobre a ocupação do Haiti, que o autor do artigo considera inevitável, ficam-me muitas preocupações. Tentei ligar para o Santana (o Carlos) e também para o Bruce, apoiantes entusiastas de Obama, mas só consegui falar com este. Interrompeu um ensaio para me atender. Explico o meu estado de espírito e leio-lhe partes do artigo do SOL que diz que “ao actuar de forma musculada, Obama sacode críticas internas e tira margem de manobra a Cháves e a Castro”

Resposta do Bruce Springsteen: é pá esse jornal está a preparar terreno para o que aí vem,,, Aquilo é mais complicado. Julgas que o Obama, ao fim de um ano, metia os falcões e os interesses económicos na ordem, assim sem mais nem menos? Só para teres uma ideia o papel dominante na tomada de decisões para as operações no Haiti, foi confiado ao US Southern Command (SOUTHCOM).

Mas Bruce, eu não sei o que é isso (digo eu). Bruce diz não ter tempo naquele momento. Dá-me o endereço de um site e recomenda-me a leitura atenta de um post. Promete que falaria comigo depois.

Vou seguir a recomendação do Bruce. É uma boa fonte. Leia também, caro leitor. Leia aqui.