17 agosto, 2010

O quarto poder

Ela é boa e má,
ou antes,
é boa para os poucos,
que são seus amantes.
É má para quase todos,
e a quase todos engana,
tornando-os cegos ou loucos...
É bela,
dispensa fartos favores
aos seus senhores,
que a querem só para sí,
não para a amarem, como aparenta.

Não se queixa de qualquer sofrer
ela sabe que é o quarto poder


Quem expõe, como eu faço, esta "mulher" desnudada e se atreve a fazer tão graves acusações tem que apresentar provas mínimas, uma que seja. Pois bem, eu provo. Ela foi má para a classe de professores (como tem sido) colocando títulos, fazendo um alarido que o "google" não engana ao buscar tudo o que é jornal com o facto publicado em grandes "parangonas". Foi boa para a banca, pois por lucros exorbitantes, a imprensa foi discreta, como o foi relativamente ao valor e taxa aplicável à colecta para efeitos de imposto. Aqui o "google" também não engana ao ir buscar meia dúzia de notícias em meios de reduzida projecção...

Fazendo contas, o lucro registado pelos 5 maiores bancos portugueses em três dias daria para pagar aos cerca de 174 mil professores (dados pordata referente a 2008) as horas extraordinárias "indevidas" e ainda sobrava muito dinheiro. Sei que as contas não devem ser feitas assim, porque o ganho dos professores (63 €/ano) terá sido ilegítimo e o sector financeiro tem toda a legitimidade em ter lucros. Pois, mas então paguem os impostos devidos. Se apenas pagam 4%, porque é que aquela senhora não o diz?

13 comentários:

ematejoca disse...

Esta robota representa o quarto poder. Pode-me explicar, Rogério, o que é o quarto poder?!

Deixei um comentário nas homilias dominicais, para esclarecer o mistério da mulher de branco.

ariel disse...

Touché!!! Très bien!
:)))

Sylvia Rosa disse...

Prefiro ler Saramago, a essa Politica mesquinha e pobre.
Bj de boa noite

Rogério Pereira disse...

Ematejoca
O quarto poder é tudo o que escrevi
pode crer
Depois do poder politico, do poder económico e do poder juridico chega um 4º poder, com poderes tremendos como seja influenciar a opinião publica para:
- o poder politico se reforçar
- o poder económico comandar
- o poder juridico pactuar

Dá pelo sofisticado nome de "media", mas eu chamo-lhe "imprensa"

Quanto ao outro comentário, fui ver e fiz: Ohoooooo!

Beijos

Rogério Pereira disse...

Merci Beaucoup, Ariel

Rogério Pereira disse...

Sylvia
nome de
Rosa

Claro que eu gostar gosto de ler Saramago. Mas não posso esquecer que é a imprensa que me faz andar a bater com a cabeça nas paredes... Como ignorar isso?

Beijo

O Puma disse...

De acordo meu caro

Quando os poderes se fundem

o mercado prevalece

e o povo paga à canalha

folha seca disse...

Caro Rogério

Antes de conhecer o seu "Conversa Avinagrada" já tinha alguma noção da força dos media na influência que exercem sobre a opinião publica. Mas tambem ao nivel do aparelho judicial. Quantos inquéritos não foram iniciados por pressão dos média?
Agora continuo a pensar que o problema não é a existência da liberdade de "opinião" mas a manipulação exercida por duas razões. Uma vender jornais e afins, outra aumentar audiências. Sem esquecer a pressão politica.
Veja-se o "caso" do Duarte Lima, já está "linchado" e daqui por uns tempos (se calhar muito longos) vai-se a ver e o homem não tem culpa, mas por aí já se diz (ou insinua) o contrário.
Abraço

Carlos Albuquerque disse...

Respondendo à pergunta:
Aquela senhora não passa hoje de uma quinda de gente (especialistas de pacotilha)que bota opinião sobre tudo, menos sobre o que deveria. Opinião formatada, telecomandada, que jamais fere, ou toca, sequer ao de leve, nos interesses de quem a sustenta, de quem a tem por conta.
Diz que informa, mas distorce e oculta. Afirma que forma, mas deseduca.
Que é feito dos JORNALISTAS?
Desculpe a linguagem, caro Rogério, mas aquela senhora está hoje feita numa rameira.
Um abraço

José disse...

Os donos desse quarto poder,têm um poder maior ainda, que é o poder dinheiro,São os donos dos Jornais, Televisões,Rádios e tudo mais, são os donos dos Bancos e de tudo o que dá dinheiro.
Por isso eles nos fazem lavagem ao cérebro todos os dias e todas as horas.

Grande abraço,
José.

Rogério Pereira disse...

Pois é meus amigos, acho que nós na blogosfera ainda somos impotentes para contrariar os efeitos desta imprensa sobre uma opinião pública que domina como quer...

Mas fazendo o que devemos, podemos atenuar a manipulação da verdade, a omissão, os julgamentos na praça pública, a informação ao serviço de todas as correntes de opinião...

Farei por isso...

Abraço a todos

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Talvez influenciado pelo post de cima, lembrei-me da Lena d'Água: Olhó robot!

heretico disse...

uma velha gaiteira e sabida.

excelente, meu caro

abraços