08 agosto, 2010

Homilias dominicais (citando Saramago) - 1

Hoje inicio estas "Homilias". O título pode parecer controverso, mas não é. Quem não ouvia homilias, passa a ter essa possibilidade. Quem a elas assiste, passa a poder te-las em duplicado, se aqui vier todos os domingos. Não pretendo fazer mais nada do que projectar ideias, porque sem elas "não vamos a parte nenhuma".

Foto extraída do sitio da Rádio de Renascença, Rádio Católica Portuguesa, onde me inspirei para as minhas "Homilias", de onde farei a (re)construção das ideias de Saramago, na esperança de, com elas. chegaremos a parte alguma...

HOMILIA DE HOJE
A GÉNESE - Tudo tem uma forma de começar. A génese da coisa humana resulta sempre de um acto comum (comunhão) entre homem e mulher e pode ser lembrada assim: "Para vencer o silenciamento e a omissão, aceitei a ideia da Fernanda () em, eu aqui e ela lá (Na Casa do Rau), editarmos, num dia da semana, um texto alusivo a José Saramago. Será curto, mas forte e profundo, como eram os pensamentos dele. Matéria-prima não nos falta (... ) Junte-se a nós, dedique um post por semana a um pensamento de José Saramago!" A partir de hoje, passo a chamar apóstolos a quem se juntou (ou vai juntando)...
Apóstolo: Eu próprio
A MORTE - Tudo o que na vida existe, se transforma e terá por passar pela fase de morte. A notícia de que a justiça morreu, assusta. Assusta porque, passando por essa fase, toda a vida poderá continuar, mas não lhe poderemos chamar vida humana. Foi por isso que um camponês tocou o sino a rebate. Foram muitos os apóstolos a divulgar as ideias que Saramago foi levar ao Fórum Social Mundial...
A VIDA - A vida sem sonho é sem razão. Vale a pena ter ideias, se nos levantarmos do chão: "Do chão sabemos que se levantam as searas e as árvores, levantam-se os animais que correm os campos ou voam por cima deles, levantam-se os homens e as suas esperanças. Também do chão pode levantar-se um livro, como uma espiga de trigo ou uma flor brava. Ou uma ave. Ou uma bandeira. Enfim, cá estou eu outra vez a sonhar. Como os homens a quem me dirijo."
Apóstolo: Folha Seca
DONOS DA VIDA - Há quem em nome da vida espalhe a morte. Se arrogue a acusar ser de pesadelo o sono de outros povos e opte pelo exterminio. Foi assim em Hiroshima e Nagasaki, existem ameaças de que assim pode vir a acontecer neste "Planeta dos Horrores".
DONOS DO MUNDO - "[...]O eleitor poderá tirar do poder um governo que não lhe agrade e pôr outro no seu lugar, mas o seu voto não teve, não tem, nem nunca terá qualquer efeito visível sobre a única e real força que governa o mundo, e portanto o seu país e a sua pessoa: refiro-me, obviamente, ao poder económico,"
Apóstolo: Susana Serrano
O VERÂO - "O verão é todo ele um apelo, um clamor de festa que se ouve no zumbir dos grandes calores. E quando o sol povoa de margens e ilhas de sombra o oceano escaldante da luz, todos somos um pouco náufragos arquejamos docemente, enquanto o suor poreja como fontes e nos banha de sal."
AS PALAVRAS - Tudo o que eu escrevi até aqui, nesta primeira homilia, teve a palavra como semente: "Daí que seja urgente mondar as palavras para que a sementeira se mude em seara. Daí que as palavras sejam instrumento de morte – ou de salvação. Daí que a palavra só valha o que valer o silêncio do acto."
A MAIS BELA FLOR DO MUNDO - Uma criança, interpretando o conto "A Maior Flor do Mundo" não lhe valoriza a dimensão. A flor, a dela, é a mais bela. Talvez como resposta à interrogação de Saramago: “Quem sabe se um dia virei a ler esta história, escrita por ti que me lês, mas muito mais bonita?”
Apóstolos: A Ariel e a pequenita Benedita (4º Ano B) pela mão dela

19 comentários:

  1. Rogério, veja, por favor:

    http://ematejoca.blogspot.com/2010/08/ich-fuhle-mich-in-erster-linie-als.html

    ResponderEliminar
  2. Cara Teresa
    Fui logo ver
    Fui a correr
    Até gostava de comentar, mas o seu blogue agora não permite...

    Na minha próxima homilia, acha que lhe posso fazer referência?

    ResponderEliminar
  3. A incredulidade de São Tomé, leva-me a querer ser um apóstolo com esse nome. Caso, o Rogério, não me aceite como São Tomé, devido à minha condição de mulher, então, sou a Maria Madalena...

    PS: O "ematejoca" é o blogue para os familiares e amigos cá da terra, por isso, não precisa, que a caixa de comentários esteja aberta, pois cada um dá a sua opinião pelo telefone e a maior parte das vezes pessoalmente.

    ResponderEliminar
  4. Minha Cara Teresa
    Já vi, no blogue certo, outra referência a Saramago e comentei... os dois!

    Como sabe, gosto de Teresas e, assim, será o nome deste novo apóstolo.

    Desdobramentos de personalidade ou heterónimos só aceito os do nosso Fernando Pessoa...

    Boa?

    ResponderEliminar
  5. Que interessante fazer uma postagem dominical na forma de homília!
    Uma idéia muito criativa. E confesso que acho essa sua homilia muito mais interessante e enriquecedora do que a tradicional (que não vejo).

    Gostei em especial do item "Donos do Mundo".

    Off topic: se tiver no meu blog alguma imagem que interessar a você, esteja a vontade para utilizá-la. Idem os textos (apesar do meu jeito simples e pobre de escrever). O blog é seu, tenho em você um amigo.
    Abraços! bom dia

    ResponderEliminar
  6. Caro Rogério

    Ao fim destes anitos todos, os nomes feios, alcunhas, cognomes davam para encher uma sebenta...
    Agora apóstolo, essa é que ainda não, mas claro que percebo o enquadramento.
    Abraço

    ResponderEliminar
  7. Amigo querido Rogério!

    Incrível!
    Sabes que eu... homilias não ouço, nem leio, mas as tuas são preciosas, assim fossem todas!

    Imaginação poderosa a tua!
    Encantada por ser já, um dos "apóstolos".
    Publiquei um extracto dum texto de José Saramago, no Rau e no Sempre Jovens, que ficou toda a semana, na banda lateral.

    Publicarei, conforme prometido esta semana um post, ainda não o fiz ... porque o tempo não me sobra...

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  8. Amigo Alexandre´

    Obrigado pela simpatia e vou utilizar a disponibilidade para usar a sua produção cuja qualidade de conteúdo não é prejudicado pela qualidade da forma, quanto a mim muito boa (mas ser modesto, só lhe fica bem)

    Abraço

    ResponderEliminar
  9. Caro Folha Seca,

    Não fique com qq reserva...
    Segundo o dicionário etimológico de José Pedro Machado, a palavra “apóstolo” vem do grego “apóstolos” que significava enviado para longe; enviado; deputado; envio de expedição, particularmente expedição naval.

    Quer queira, quer não,
    seu post chegou ao Japão

    Abraço

    ResponderEliminar
  10. Fernanda,

    Vi
    deu-nos um texto interessantissimo (que não conhecia...)

    Deu e depois tirou!
    "Quem dá e tira vai para o inferno"

    (Aquele inferno que conhecemos, não o outro que foi inventado...)

    Beijos

    ResponderEliminar
  11. Meu caro Rogério

    Mas que coincidência feliz, mas o mérito é todo seu, eu limitei-me a seguir as pisadas do profeta...., vamos lá então a essas homilias!!!
    :))

    ResponderEliminar
  12. Meu caro Rogério, claro que pode fazer referência a tudo o que quiser — TUDO, mesmo TUDO, o que publico nos meus blogues pertence a todos.
    O seu comentário é que ainda não o recebi, mas logo que esteja de acordo com aquilo que escolhi para homanegear o "seu" Saramago, está tudo bem.

    Saudação da apóstola Teresa

    Ai, se as peixeiras do Bolhão soubessem que virei a apóstola!

    ResponderEliminar
  13. Rogério,
    Tenho lido coisas bonitas. Esta ganha a tudo o que li.

    Beijos

    ResponderEliminar
  14. Ariel, Maiuka

    Palavras simpaticas, são sempre um bom incentivo

    Obrigado Amigas

    ResponderEliminar
  15. ematejoca

    Tem razão. O meu comentário escapuliu, esfumou-se
    se eu mais hábil fosse
    nestas coisas de bloguar
    estou certo que ele iria lá ficar...

    Querida "apóstola", não sou o Carlos Queiroz. Na minha selecção entram todos que dela queiram dazer parte...

    Quanto às peixeiras do Bolhão
    Quando souberam...
    Foi tremenda a ovação!

    Boa?

    ResponderEliminar
  16. Estou aqui atraída pelo teu nome "é o mesmo do meu amado", fiquei maravilhada com a homenagem a SARAMAGO, Parabens! Quem dera que o meu Rogerio Pereira tivesse 1/10 de sua sensibilidade, talvez ainda estivessemos juntos.
    Vou estar de olho nas oportunidades, desejo-te excelente semana.

    ResponderEliminar
  17. Sylvia,
    (é nome de Rosa...)

    Obrigado pelo seu comentário. Vou pagar-lhe da mesma moeda, vou visitá-la...

    ResponderEliminar
  18. Abriu-se a imaginação e dela brotou este fruto magnífico - As Homilias !
    E porque apóstolo me tornou (longe estava eu de imaginar que um dia assim seria chamado!), o bordão de peregrino às minhas mãos se colou.
    Irei pelos meus caminhos, e por outros que desbrave, levando Saramago.
    Esta semana voltarei a recordá-lo.

    ResponderEliminar
  19. Carlos Albuquerque
    meu bom amigo
    se alguèm colocar em duvida o mérito do que estamos fazendo, não sabe o que é uma verdadeira rede do conhecimento e da partilha. Do conhecimento porque o alarga. Da partlha porque é disso que se trata...

    Abraço

    ResponderEliminar