28 outubro, 2012

Geração sentada, conversando na esplanada - 16 (mudança da hora)

(Ler conversa anterior)
"O martelo demonstra a sua amizade em relação ao prego batendo-lhe com força na cabeça. A amizade é tornar a outra coisa útil, pois só assim essa coisa se reproduzirá. Uma fábrica que produza coisas inúteis não abre ao segundo dia. Se não existissem martelos os pregos já seriam objectos em perigo de extinção. É, pois, com alegria que o prego vê o martelo a bater-lhe com força na cabeça." - Gonçalo M. Tavares 
"Nada é tão constante como a mudança" - Heráclito de Efeso

Ao chegar o coração deu-me um baque. Ele olhou-me com aquele ar parado a que me tinha habituado, mas o abanar agitado do rabo era sinal de que tinha tanto contentamento de me ver quando de eu ver a ele. Se estava ali o rafeiro, não andaria longe, nem demoraria, o  velho engenheiro. Antes de ele chegar vieram elas. A esplanada compunha-se. Pela conversa percebi que a maior parte delas eram professoras. Quem podia supor que o eram se nunca as conversas enveredaram por assuntos que o denunciasse. Enquanto pensava que aos domingos tinha recuperado aquelas amizades inconfessadas, elas iam falando desencontradas nos temas. Ora queixando-se das turmas, ora dos horários, até que a Teresa mudou de assunto: 
- Passei a comprar o DN só para ler este gajo!
- Quem?
- Este!, e expunha a página que queria mostrar.
- Não gosto de gajos com barbas...
Teresa leu toda a página como quem declamava. 
- Que tal?
- Mas esse texto, no final é muito ambíguo...
- Tens é pregos na cabeça, abana lá! - atalhou a Teresa mal aceitando o reparo.. Todas riram. A Rita pegou no jornal e leu, colocando a voz como se falasse num púlpito  "O capital tem medo da luta organizada, não de protestos", para de seguida rematar - eu gosto é do Jerónimo. Todas a olharam espantadas, e eu também olhei com o mesmo espanto. Depois fiquei a pensar se muda a hora porque é que uma pessoa não poderá mudar. É certo que é mais difícil, mas .. "nada é tão constante como a mudança".

AVISO: Pelas razões explicadas, as Conversas serão editadas aos domingos