05 outubro, 2012

Redacções do Rogérito 12 - "Carta à senhora dona República"

Querida senhora dona República escrevo-lhe esta carta por saber que foi suspensa e afastada que o que hoje lhe fazem é uma macacada com a bandeira ao contrário com a primeira figura do estado escondido em sítio indevido e o outro coiso fez-se necessário e foi para outro lado  mas eu estou animado com o que segredaste ao povo e o povo vai despertando só que é lento como ó caraças e enquanto não acorda está entregue a estes reaças que querem impedir que sejas o que tu há tantos anos nasceste para ser.  
Querida senhora dona República também lhe quero dizer que há gente a valer e são pessoas que vão lá onde o presidente se foi esconder a fazer discurso e figura de urso sem falar dos últimos abusos e lhe foram cantar e gritar com ar firme e aflito e que tu querida senhora dona República tens que te orgulhar de haver quem assim resolve lutar e não ficar quieto que quietos são os que estarão ainda adormecidos ou de si esquecidos.

Querida senhora dona República não desanime nem emigre nem pense em se afastar de nós pois que nós andaremos sempre consigo pois o povo unido jamais será vencido e o que custa mais é o começo  pois depois voltaremos tudo do avesso e reiniciaremos o interrompido.
A bem de si, agora e sempre
O Rogérito, presente