10 outubro, 2012

Tanta gente à sua volta

Desembaraça-se das pedras
Das janelas abertas para o nada
E cresce
.
Solta-se
O olhar
Nem vencido
Nem triste
Nem parado
É firme
.
Marcha
A voz
Nem se embarga
Nem se cala
Canta
.
A determinação
A si próprio espanta
Só então repara, nota
Tanta gente à sua volta

Rogério Pereira

9 comentários:

OceanoAzul.Sonhos disse...

Poderoso, determinante, a força, do ser e das palavras.

Gostei muito.
beijinho
cecilia

Maria João Brito de Sousa disse...

Gostei imenso, Rogério! Abraço!

Fê-blue bird disse...

Esta tem que ser a nossa postura!
Determinada, firme e solidária.

Beijinhos

manuela baptista disse...

bonito!

Graça Sampaio disse...

Poema de esperança, Rogerito! temos de ser fortes e encarar o tormento. Muitos! Todos! Com coragem e determinação! P'rá frente!

Sylvia Rosa disse...

Agora sim,
Vi-te aliviado
Pairando uma forma doce e suave,
digamos... Caminhando...
E em todos os caminhos
tendemos à Evolução,
a cada dia renovando-se
nas forças que encontramos entre os pedregulhos,
Muito bom não se sentir só.
Eu de ti não preciso lembrar
porque não o esqueço em meio às palavras.
Bj de Luz!

Lídia Borges disse...


Tive de ler várias vezes. Não! Não foi por não perceber... :)

Um beijo

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

O momento, apesar de tudo, tem de ser de esperança. Porque o mundo é feito de mudança.

BRANCAMAR disse...

Belo!
Uma postura singular perante e vida!
Beijos