27 fevereiro, 2013

Medo, medos... (5)

 Cá em casa, um livro está fazendo sucesso , "O Livro Dos Medos". Já lhe foi lido normalmente e detrás para a frente, mil vezes. A tal ponto que ele já sabe, em todas as páginas, todas as frases e, em cada frase, todas as palavras. Contudo, a quem encontra pede sempre (e novamente): lê. Hoje calhou-me a mim e ele me escutava como se ouvisse pela primeira vez. Distraidamente, saltei uma linha em frente e de pronto ele corrigiu... Não posso deixar de me interrogar o porquê, se ele fixa coisas com a capacidade impressionante de, depois, quase sempre muito depois, repetir com tino e com o sentido acertado, o que ouvira uma única vez.
Foi então que descobri, com aquele ar triunfal de quem descobre a pólvora: "Ele já teve todos os medos que estão escritos no livro, o livro além de falar de medos fala dele próprio e dos seus sentimentos, é isso!" (há livros assim!)
Depois da descoberta, fiz agenda: amanhã terei de lhe falar de coragem e mostrar-lhe coisas sobre outros medos, não para que os perca, mas para que possa enfrentá-los e, sei lá, talvez até vence-los...
 
Outros escritos sobre o tema: aqui, aqui, aqui e também aqui