27 março, 2016

...e não diga que sempre lhe falei amargamente...


BOA PÁSCOA!

21 comentários:

Catarina disse...

Serão amêndoas amargas?!! : )
Feliz Domingo de Páscoa, Rogério.

Janita disse...

...E se elas estão fora do prazo de validade?

Há anos que este pacote me é apresentado e comentado!

Hummm, parece que ainda estão boas,
as suas amêndoas são como o vinho do Porto...
...não têm idade!!

Bom Domingo de Páscoa, Rogério!
:)

Rogerio G. V. Pereira disse...

Sim
têm um pequeno travo
no fim

Feliz Domingo

Rogerio G. V. Pereira disse...

A cada um o milagre que possa
o meu
a ressurreição das amêndoas

Bom domingo

Anónimo disse...

Obrigada pelas tuas amêndoas que - garanto!!! - não estão nada amargas! :)

Neste preciso momento, como todo e qualquer ser vivo, não escapo à sina de colocar acima de tudo a sobrevivência... sei que raramente chego a este ponto extremo, mas... as coisas não estão nada brilhantes no meu corpito e a dor e o enorme desconforto físico chegaram para tornar-me egoísta, ainda que por breves instantes...foi só escreveres "a cada um o milagre que possa" e eu dei comigo a desejar "aguentar-me" mais uns tempos...

Claro que podia ter ficado caladinha, não te ter contado nada disto, ou lembrar-me de discorrer sobre o milagre da multiplicação dos sonetos, por exemplo...mas parece que até nas grandes aflições eu sou "verdadeira compulsiva"... :)

Páscoa feliz, Rogério!

Maria João

Rogerio G. V. Pereira disse...

Não sei o que desejar mais
se um soneto teu
ou se terminem teus ais

o milagre seria tê-los
os dois

Um resto de Bom Domingo de Páscoa

ematejoca disse...

O Camarada Rogério não fala amargamente, fala sim, poeticamente.

Um resto de Bom Domingo de Páscoa, mas aqui, continuamos a festejar a Páscoa, quero dizer, a Segunda-Feira de Páscoa.

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Levei uma. Obrigado.
O filme do meu almoço/jantar já está disponível no CR e no FB.

Rogerio G. V. Pereira disse...

Falar poético?
Te desminto
apenas rimo
Te desejo,
para sempre,
um bom domingo

Rogerio G. V. Pereira disse...

Devias ter levado mais que uma
Volta e leva três
Digo os porquês
Teu almoço,
não teve nem
tutano, nem caroço
As minhas amêndoas
têm tudo isso e muito mais

Têm sorrisos,
Feitiços,
Pitadas de alegria
Salpicos de magia
Miligramas
de esperanças
e quantidade igual
de energia

Não, não são gourmet
como parece
à medida
em que se trinca
o sabor cresce, cresce, cresce

Hanaé dos Ossos disse...

Fale-lhes dos ossos, Rogério, dos ossos da Páscoa, desta sua Hanaé!!!

Rogerio G. V. Pereira disse...

Falaria se bem soubesse falar, Hanaé!
Dos ossos da Páscoa, nada sei. Ia perguntar a Jesus,
mas ele... truz!
Evaporou-se, foi-se!
Deixou-me à rasca...
mas, tudo bem, é Páscoa!

Mas...
Se um osso meu aceitar
o do pé, da perna, ficarei a coxear
se for o da mão, ficarei sem agarrar
se for uma costela...
bom, se for uma costela
talvez a Hanaé faça dela
uma outra Eva
menos submissa e serva
e mais dona
daquilo
a que alguns chamam "livre-arbítrio"

Tenho dito!

Anónimo disse...

Os meus ais diminuirão
Lá pr`ó dia quatro ou cinco!
Vou lutar com grande afinco
Contra a malvada infecção,

Vou saber dizer que não,
Pois nestas coisas não brinco!
Fecho a porta e rodo o trinco,
Nego-lhe a nova invasão!

Mais uns dias, cinco ou seis,
Nem que vá contra as tais leis
Da estirpe contaminante,

Hei-de saber resistir-lhe!
Vou fazer por desmentir-lhe
A força beligerante!


Maria João :)

(Saiu em sonetilho... abraço grande!)

Ana Tapadas disse...

de amargo nada tem...quem aqui expõe seus ideais!

Beijinho

Graça Sampaio disse...

Ele bem disse que havia amêndoas. E não é que falou verdade?!....
A mim nunca me falou amargamente o Rogerito,
Foi sempre muito bonito...

Beijinhos

Rogerio G. V. Pereira disse...

...ideais,
ideias, metáforas
ironias, rábulas
e outras coisas mais

Beijinho, doce

Rogerio G. V. Pereira disse...

..sempre bonito
rima com Rogerito

talvez, nunca te tivesse sido amargo
mas, lá no fundo, esse travo
eu sei, que de quando em quando
te ia deixando

heretico disse...

abraço, meu caro Rogério

a "passagem" é passada, mas fica o calor da amizade.

Maria Eu disse...

Levo uma amêndoa e deixo um beijo. :)

Rogerio G. V. Pereira disse...

Só passa tarde, quem não passou
fica o calor da passagem

abraço fraterno

Rogerio G. V. Pereira disse...

...era exactamente esse o meu desejo
levares uma amêndoa
deixares-me um beijo