08 março, 2016

Uma flor que Óscar Niemeyer desenhou, para te dar


Flor, desenhada
(reeditado)
. vês esse ponto aí atrás?
é o bico do meu lápis afiado
Segue essa ponta e verás
que o bico vai subindo e depois descreve um arco
De seguida desce, desce até quase ao ponto de partida
Que desenhei? Isso mesmo: uma pétala, minha querida
Agora, no centro, uma muito pequena bola
Um botão, botãozinho, pequenininho
Há volta, repito o primeiro desenho feito
Uma, duas, três, várias pétalas, colocadas a preceito
Depois faço um traço, para baixo e... uma mão
Que o segure
Então... 
toma, é tua esta flor
Chamo-lhe bem-te-quer
Guarda-a, onde te aprouver
Neste teu dia
- a escrita, por cima desenhada
é de um poeta
da arte do concreto e da pedra
Rogério Pereira
(Desenho de Òscar Niemeyer

18 comentários:

Janita disse...

Esta Flor desenhada por mão tão fragilizada é para mim, para ela, para nós?
Se é vou levá-la e depois de ver isso confirmado, aqui, pelo seu teclado, irei colocá-la em lugar que para mim é sagrado:
O meu Cantinho, do lado esquerdo, bem aconchegadinho...o presentinho, claro!

Um abraço, Rogério!! Obrigada!!

Anónimo disse...

Guardei-a! Há-de encontrar lugar num qualquer dos meus poemas... tanto ela quanto eu saberemos quando o momento certo chegar!

Obrigada a ti, Rogério, "poeta do concreto e da pedra", tal como Niemeyer, a quem também agradeço!


Maria João

Elvira Carvalho disse...

Obrigado amigo.
Neste dia deixo um abraço especial a sua esposa.

O Puma disse...

Bela pedrada

Majo disse...

~~~
Muito grata, Rogério.

Os seus poemas são sempre plenos de graça e bem dispostos.

O que me divirto com as rimas que espalha pelos blogues...

Sempre apreciei Niemeyer, um grande admirador de Saramago.

~ Continuação de dias felizes na companhia das suas rosas.
~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~

Janita disse...

Então onde escondeu o meu comentário, Rogério?

:(

Agostinho disse...

Ora viva quem o é!

Mesmo a preceito
um poema para uma Rosa
mesmo não sendo eu aceito
pra dar à minha mulher

Abraço

São disse...

Comovida , agradeço esta belissima oferta, Rogério :)

Bem hajas!

Rogerio G. V. Pereira disse...

Para vós!

Num dia que merece ser celebrado
(pronto! está confirmado!)

Rogerio G. V. Pereira disse...

Eu?
"poeta do concreto e da pedra"?
Eu não!
sou mais da prosa do húmus e da terra...

Rogerio G. V. Pereira disse...

Obrigado, Elvira amiga

Rogerio G. V. Pereira disse...

Quase sempre acerto
na escolha do génio

este desenho é um espanto!

Rogerio G. V. Pereira disse...

Os génios cultivam reciproca estima
Os amigos também

Obrigado Majo pela simpatia

Rogerio G. V. Pereira disse...

Tá lá em cima, Janita
é que passei o dia num redopio
e ele quase me fugiu

:)

Rogerio G. V. Pereira disse...

Acredito que sua mulher tenha gostado
Niemeyer desenhou
eu apenas lhe segui o traço

Rogerio G. V. Pereira disse...

Também nos comovemos
com aquilo que oferecemos

:)

Fê blue bird disse...

Não tenho palavras para lhe agradecer
a sua flor vou guardar com muito carinho
pois todos os dias são dias da mulher


Um beijinho






Maria Eu disse...

Uma beleza, obrigada!

Beijinhos, Rogério :)