14 maio, 2019

Euro_visão


Houve em 1984 uma canção, no limiar da adesão.
No ano seguinte foi assinada a adesão e as canções, com uma outra (digna) excepção,
foram caindo, caindo, caindo...
Não sei se há ou não coincidências...
mas são coincidentes as aparências...

Houve em 1984 uma canção
Às vezes é no meio do silêncio
Que descubro o amor em teu olhar
É uma pedra
É um grito
Que nasce em qualquer lugar
Às vezes é no meio de tanta gente
Que descubro afinal aquilo que sou
Sou um grito
Ou sou uma pedra
De um altar aonde não estou
Às vezes sou o tempo que tarda em passar
E aquilo em que ninguém quer acreditar
Às vezes sou também
Um sim alegre
Ou um triste não
E troco a minha vida por um dia de ilusão
E troco a minha vida por um dia de ilusão

Às vezes é no meio do silêncio
Que descubro as palavras por dizer
É uma pedra
Ou é um grito
De um amor por acontecer
Às vezes é no meio de tanta gente
Que descubro afinal p'ra onde vou
E esta pedra
E este grito
São a história d'aquilo que sou
Às vezes sou o tempo que tarda em passar
E aquilo em que ninguém quer acreditar
Às vezes sou também
Um sim alegre
Ou um triste não
E troco a minha vida por um dia de ilusão
E troco a minha vida por um dia de ilusão

Às vezes sou o tempo que tarda em passar
E aquilo em que ninguém quer acreditar
Às vezes sou também
Um sim alegre
Ou um triste nãoV E troco a minha vida por um dia de ilusão
E troco a minha vida por um dia de ilusão

Maria Guinot - 1984

5 comentários:

ematejoca disse...

Mais uma canção portuguesa que caiu de antemão.
O nosso Conon Osíris foi eliminado.
Somos bons no futebol e, isso é que me interessa:-*

Fernando Ribeiro disse...

Que bela escolha, caro Rogério! Esta foi, sem dúvida nenhuma, uma das melhores canções de sempre do Festival RTP da Canção. Que importa que não tenha ganho na Eurovisão, onde tanta mediocridade tem triunfado? Maria Guinot já não faz parte deste mundo, infelizmente, mas esta belíssima canção eterniza-a.

Entretanto, encontrei no Youtube uma versão desta canção em finlandês! Interpretada por uma cantora chamada Anneli Saaristo, a versão da canção chama-se "Jos joskus", que o tradutor do Google diz significar "Se às vezes", e é esta: https://www.youtube.com/watch?v=I22Gq_ZhI68.

Anónimo disse...

É lindíssimo, este tema da Maria Guinot.

Quanto a mim, mais uma vez estou de saída para tratar de burocracias inadiáveis, ainda que talvez fosse mais adequado dizer que vou tentar resolver problemas que parecem ser insolúveis.

Abraço,


Maria João

Larissa Santos disse...

Era bem mais bonita esta:))
Não gostei, sinceramente.

Hoje :- Sinto o perfume no ar numa distância atroz

Bjos
Votos de uma óptima Quarta - Feira

Elvira Carvalho disse...

É linda esta canção da Maria Guinot. Foi no tempo em que as canções tinham bons poemas. Hoje, muitas canções em vez de poemas, têm puemas (de puns).
Abraço