20 dezembro, 2011

... e venham mais. Mais amigos. Mais Natais


Boas Festas
Meus Amigos


47 comentários:

  1. Que ideia genial, amigo Rogério!

    Estou lá na tua árvore, quanta honra!!!

    Obrigada amigo.
    Boas Festas

    beijo

    ResponderEliminar
  2. Obrigado, caro Rogério.
    Encontrei-me na sua árvore.
    Olha!
    Que coisa mai linda!
    Como eu gostaria de saber fazer desta arte.
    Mas,não sei.
    Para si, também, BOAS FESTAS.

    ResponderEliminar
  3. Ohhhh...que árvore de Natal mais linda, Rogério!

    Olha eu ali mais o meu nenúfar!!

    Acho que fui a sua seguidora nº 120se a memória não me trai.

    Obrigada meu Amigo, que bela prenda de Natal nos oferece.

    Boas Festas também para si e Família.
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  4. Reli o conto de ontem.
    Desejo-te Festas Felizes todos os dias. Porque o merecemos, todos os dias.

    Um abraço.

    ResponderEliminar
  5. Muito obrigada, caro Rogério, pelos votos e por me incluir na sua linda árvore :)

    Boas festas para si também, e um excelente ano de 2012 (e seguintes,mas espero andar por aí para reforçar os votos ano a ano)

    Um abraço :)

    E agora, vou ler o conto!

    ResponderEliminar
  6. Festas Felizes!

    (Está óptimo o conto).


    Beijo

    ResponderEliminar
  7. Que linda árvore!
    Muito bom Natal, Rogerito para si e família. E Bom Ano (?) 2012

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  8. Olá Rogério,

    Sinceramente a árvore de natal é feia!... mas a intenção foi maravilhosa e acendeu uma chama no coração de cada um de nós, tenho a certeza!
    Quanto ao conto... é lindo! e fez-me lembrar os dias de Natal que eram a realidade na minha infancia. Um conto lindo, cheio de humanidade e do Espírito de Natal.

    Temos aqui o Rogério e o Rogérito e isso é que é espectacular!

    Um Feliz Natal especialmente para o Rogérito e para toda a sua família também!

    Um abraço forte e sentido.

    ResponderEliminar
  9. Bom Natal, Rogério,
    e um ano novo o melhor possível.
    Abraço.

    ResponderEliminar
  10. Rogério
    (e todos os amigos(as) da árvore):

    Que a árvore cresça
    e a paz se renove e expanda!

    Bom Natal

    J. Rodrigues Dias

    ResponderEliminar
  11. Rogerio
    Que esta arvore permaneça sempre frondosa e que dela, continues a colher bons frutos.

    um grande abraço

    ResponderEliminar
  12. Sabe?
    Desejo que você, como pessoa vivente neste tempo, neste mundo, continue a ser o milagre que é para consigo e para quem te preza.

    Obrigada.


    Barbara

    ResponderEliminar
  13. Caro Rogério
    Sinto-me muito bem pendurado junto com tanta gente boa, na sua arvore de Natal.
    Eu sei que às vezes não sou lá muito agradável e digo coisas que só se dizem aos amigos, mas honra-me fazer parte deles.
    Um bom Natal para si e para essa família de que o meu caro justamente tanto se orgulha.
    Um grande abraço
    Rodrigo

    ResponderEliminar
  14. Que a tua árvore esteja sempre viçosa, bem como a tua imaginação!

    Festas Felizes para ti e todos os teus!

    Grande abraço!
    António

    ResponderEliminar
  15. Belo conto Rogério, e uma bela árvore de Natal a enquadrá-lo.

    Desejo-lhe um bom Natal, cheio de saúde e junto daqueles que ama.

    Abraço
    Eduardo.

    ResponderEliminar
  16. Obrigado.

    Um Bom Natal e votos de um Ano Novo tão bom quanto possível, para si e família.

    Um abraço,

    ResponderEliminar
  17. "Ofereço Abraços!"

    Rogério, veja só que coisa mais linda!

    Abraço: a expressão mais reconfortante da Amizade.

    http://www.youtube.com/watch_popup?v=hN8CKwdosjE

    Com o meu abraço.
    Janita

    ResponderEliminar
  18. Meu amigo:
    Ontem não consegui escrever mais nada pois fiquei muito comovida com o seu conto de Natal e com a sua/nossa linda e recheada Árvore.
    Fez-me lembrar a do ano passado ;) mas com mais amigos o que demonstra a sua enorme capacidade de os "fazer".
    A "blogosfera" tem sido para mim uma grande e boa surpresa, pois os Amigos que aqui adquiri, têm-me ensinado tanto.
    O Rogério é será sempre, um Amigo muito querido e especial.
    Desejo-lhe um FELIZ NATAL, na companhia de todos aqueles que ama.
    Um beijinho
    Fernanda

    ResponderEliminar
  19. Olá Rogério,

    Lá me encontro pendurada no lado direito da árvore, é uma injustiça sua, mas que hei-de fazer? :)))

    Boas festas também par si e para todos os seus.

    Beijinho

    ResponderEliminar
  20. Não acredito que me tenha posto na árvore! Já viu que o pinheiro ficou sem graça perante uma acácia rubra?

    Mas desta vez é que é mesmo. Que tenha um BOM NATAL.

    Beijo

    ResponderEliminar
  21. Janita
    Tua prenda é como tu, bonita...

    Já andei a dar este abraçoo
    por tudo quanto é lado

    ResponderEliminar
  22. Venho
    simplesmente
    desejar-lhe um Bom Natal!

    Saudações poéticas!

    ResponderEliminar
  23. E grande frase a do Lula!
    Festas Felizes e que vem muitas mais :)
    beijinhos

    ResponderEliminar
  24. um natal MUITO feliz para si

    Bjinhos
    paula

    ResponderEliminar
  25. Cansei de me procurar, até me encontrar no mei de tantos Amigos teus.
    Boas festas.
    Abraço

    ResponderEliminar
  26. Aguardo a data do lançamento

    Abraço sempre

    ResponderEliminar
  27. Grata por me fazer acontecer no meio dos seus Amigos..

    Feliz Natal Poeta

    ResponderEliminar
  28. Boas Festas Rogério, daquelas mesmo boas, com todos os ingredientes e uma boa dose de amor familiar, daquele que fazemos os possíveis por ter todos os dias e nestes nos trazem boas conversas e largas gargalhadas e era aí que a minha avó dizia sempre "Assim estejam os meus inimigos".

    Beijinhos
    Branca

    ResponderEliminar
  29. Feliz, feliz, muito feliz de fazer parte de sua árvore!
    Oxalá pudéssemos guardar o espírito de Natal em caixinhas e abrir uma em cada mês do ano, sendo assim desejo a você que a paz, a solidariedade e fraternidade te acompanhe em todo 2012.
    bjs
    Jussara

    ResponderEliminar
  30. Rogériamigo

    Estragas-me com tais miminhos arbóreos. Do que te havias de lembrar? Magnífiquideia! Juro solenemente, com a mão direita sobre a Bíblia, o Alcorão القرآن الكريم, sobre a Tora עץ ou sobre a Lista Telefónica Páginas Amarelas que nunca tinha estado pendurado numa Árvore de Natal.

    Sou gordo encartado, mas creio que não sou bola decorativa de plástico que antes era de vidro. Dava cabo de qualquer ramo de abeto, mesmo daqueles artificiais de loja de chinês.

    Mas, juro-te que te estou muito e muito agradecido. Talvez inicie hoje uma promissora carreira de decoração e de coração natalício. Bem hajas. E não gastes muita electricidade que estamos sob autoridade, ops, austeridade.

    Abç vermelho com barbas brancas

    ResponderEliminar
  31. Desejo um Feliz Natal e um ano Novo pleno de Saúde e Paz.

    ResponderEliminar
  32. Realmente uma ideia genial, nem sei
    como se faz.
    Um Feliz e Santo Natal para si.
    Bj.
    Irene

    ResponderEliminar
  33. Só hoje li o conto.

    Deixo um poema de natal diferente e abraços.

    "Sou uma árvore de Natal diferente

    Um dia senti,
    Que a terra ardia.
    Pensei, ser eu
    Que estava febril,
    Delirante,
    Ou tinha mesmo acordado
    Atordoada,
    De uma noite mal dormida.
    O tempo era de Verão,
    O vento que soprava
    E a gente que passava.
    Grande era o alarido
    Que num instante
    Virou clamor e fundiu o espanto
    Em pranto de dor.
    Não estava febril, afinal,
    Nem mesmo mal acordada.
    Tudo ardia em meu redor
    Ao som de gemidos e estalidos
    Em tom de sinfonia gritada,
    E logo em cinzas eu via
    A minha terra,
    A minha gente,
    O meu adro
    E o meu terreiro…
    Holocausto em nome de nada.
    A dor foi passando
    Como a água do ribeiro
    Ao encontro da outra margem.
    Do meu chão,
    Erva verde, frágil e mansa
    Foi crescendo,
    Relembrando a cada instante
    A minha solidão,
    A negrura,
    Que em tom de amargura
    Se havia instalado
    Em todo o canto de mim.
    Sem ramos, nem folhas,
    Sem filhos, nem amigos
    Desistia da vida,
    Mesmo,
    Que o vento me açoitasse
    E as lágrimas teimassem
    Em saltar porta fora.
    O tempo foi passando
    Estirada naquele chão,
    Espreitava o dia acontecer,
    No desejo de me arrastar
    Para além do mar.

    Um dia,
    Um outro dia…
    O chão estremeceu.
    Do céu, uma fresta de luz
    Incandesceu,
    E não sei mesmo
    O que me aconteceu.
    Senti mãos,
    Escutei vozes,
    E fiz viagem até esta paragem.
    E aqui estou eu!
    Nesta sala iluminada,
    Neste sítio ajeitado no abraço,
    Neste canto todo feito de ternura.
    Continuo feia e queimada,
    Ressequida e enquistada,
    Não mo lembrem, …sei bem.
    Mesmo sem ramos, nem folhas,
    Mesmo tendo perdido o vigor
    E a robustez doutros tempos,
    Neste espaço tão mimado
    E com laços brancos enfeitada,
    Sinto-me noiva, amante
    Deste tempo de Natal.
    Saibam de mim!
    Escutem a voz do meu coração,
    Olhem bem em meu redor…
    E mesmo que a noite seja fria
    Não há maior alegria
    Do que aquela
    Que a minha alma canta.
    De braços queimados,
    E toda vestida de branco,
    Oh gente de Campos,
    Oh gente desta terra
    Bem-haja!
    Obrigada.

    Natal de 2011
    Poema de Maria José Areal

    ResponderEliminar
  34. Um enorme bem-haja, meu amigo, pela sua presença na minha escrita, pela generosidade das suas palavras, pelas leituras com que me presenteou aqui, neste seu espaço.

    Feliz Natal para si e quantos ama

    Fraterno abraço
    Mel

    ResponderEliminar
  35. O Natal apesar das diferentes datas
    ao longo dos tempos - não sei porquê mas aprecio

    quanto ao pai natal inventado pela coca-cola ainda hoje me doi

    Abraço

    ResponderEliminar
  36. Amigo Rogério, gostei muito da sua árvore de Natal, feita de amizade.
    Li o seu conto de fio a pavio e deixe que lhe dê os parabéns, pelo belo conto de Natal.
    Ficam também os meus votos de um feliz Natal para si, na companhia dos seus. :)

    ResponderEliminar
  37. Caro Rogério
    Não me imaginava pendurada numa árvore de Natal, agora que vi gostei de ver...

    Um Feliz Natal para o Rogérioe aqueles que ama.
    Bem-haja

    Beijo e uma flor

    ResponderEliminar
  38. Um conto lindo, Rogério. Sobretudo, humano. Em suas letras, o espírito do Natal.

    Querido, estou feliz por ter sido lembrada e estar na sua árvore. Obrigada!

    Desejo-lhe (já sei que, como eu, também tem netos) um Natal feliz, repleto da alegria das crianças da família. E que 2012 venha trazendo para você e para os seus muita saúde e muitas realizações.

    Um beijo, amigo. Inté!

    ResponderEliminar
  39. A árvore é de folha persistente...
    e o conto é lindo.
    Um Bom Natal para si também.
    Bem Haja!

    ResponderEliminar
  40. Rogério,
    É um privilégio poder passar por aqui, fazer parte dessa árvore.
    Um Feliz Natal!

    Abraço

    ResponderEliminar
  41. Obaaaaa!
    Estou quase na estrela!
    Um grande bj no teu coração.

    ResponderEliminar
  42. Excelente ideia, caro Rogério. Não tenho a certeza, mas pareceu-me ver a imagem do CR na margem direita da árvore.
    Um abraço e Feliz Natal

    ResponderEliminar
  43. Também eu lhe desejo, Rogério, e aos seus familiares um Feliz Natal e um Ano Novo cheio de Paz, Amor, Saúde e Amizade.

    Embora com idéias opostas também me considero sua amiga.

    ResponderEliminar