14 março, 2011

Lengalenga de alerta ao pequeno burguês sem vicios

Tudo almas só por fora e sem espessura
--
LENGALENGA
-
Cerveja beber
----------------sem álcool conter
Fumar, fumar
------------------------sem nicotina nem prazer
a acompanhar um café
sem cafeina
-----------------------------com adoçante
sem sequer com açúcar se parecer
Depois de comprar um diário
sem noticias para se ler
Chorar, chorar discretamente
sem as faces salgar
-------------------------------talvez por amar
sem receber nem se entregar
--
Os outros, ilhas sem mar à volta
Libertos sem poderem andar à solta
Ardem sem calor de arder
-----------------------------------------ou de ser
Outros ainda, socialistas sem idealismo,
cérebros sem nexo,
----------------------------e cismo
noutros que se manifestam sem manifesto
Revoltas,,--------------------------
querem revoltas sem dar a volta,
como poemas sem qualquer sentido
Ah, esta cidadania sem povo comprometido
Tudo almas só por fora e sem espessura
Esperando o chegar da ditadura