20 março, 2011

Manifestação: Os rostos, as falas e a dimensão

Mapa do google: A , local de concentração do sector privado;
B, local de concentração do sector público;
C, Praça onde se juntaram os manifestantes
para descer até C, ponto final da manifestação

Pois, tem de ser com mapa. Quem não conhecer Lisboa, ao ler a imprensa ou vêr as televisões, pode ficar a julgar que a Praça do Saldanha (A) é logo ali, que as Torres da Amoreiras (B) ficam logo no primeiro quarteirão junto ao Marquês de Pombal (C). Com esse julgamento nem lhe passa pela cabeça a quantidade de gente envolvida, pois fica só com a ideia da Av. da Liberdade, embora esta seja comprida. Foi um mar de gente, duas horas e meia a passar.

Rostos da multidão e seu sentir? Abra o video abaixo é só vêr e ouvir...



Expresso profundo reconhecimento ao trabalho
honesto da equipa de reportagem da SIC, por estas imagens, que não comento...

13 comentários:

  1. A beleza de um povo unido não tem comparação. Um grande bj querido amigo e parabéns por fazer parte deste povo.

    ResponderEliminar
  2. Pois eu comento. Acho que a energia e como diz uma manifestante o dever de protestar por aquilo que não se concorda é fantástico. Já tenho muito mais dificuldade em entender "os jovens" que pensam existir uma espécie de cabala contra alguma faixa etária ou geração. Como também se constata a situação é difícil de forma igual para todos. Por fim vos digo que a solução não está no "estado" ou no "governo" em grande parte porque diga-se a verdade com todas as letras o problema também não está aí. Isto custa a dizer e pode ser impopular mas o problema começa também naqueles que se manifestam, não por se manifestarem claro mas porque esperam as soluções em vez de as ajudarem a construir. O povo infelizmente não está unido porque se divide pelo egoísmo de não querer prescindir de nenhum dos "direitos adquiridos" mesmo que seja a favor dos que mais necessitam. É verdade que existem na classe politica muitos "tachos", muitos privilégios a abolir, muita corrupção muita falta de imaginação e de coragem. É verdade que precisamos de mudar tudo isso, mas também é igualmente verdade que essa mudança deve começar por nós. Pela nossa vontade em contribuir para a mesma, pela atenção que pomos na arma que dispomos em democracia - o voto - porque diga-se a verdade com todas as letras, a grande maioria de nós não o terá ainda feito ou se o tivéssemos feito as escolhas não teriam sido as que foram.

    ResponderEliminar
  3. Caro Rogério
    Não podia passar sem lhe agradecer o ter-me representado.
    Foi um grande manif, Pá!
    Abraço

    ResponderEliminar
  4. Desculpe, mas a descida foi de c para D.

    Extraordinário e de orgulhar este movimento abrir á luz do Sol!

    Um bom domingo.

    ResponderEliminar
  5. parabéns a este nobre povo, que luta por seus direitos, que sabe de seu valor e exige a dignidade. e que tenham sucesso na busca de uma sociedade mais justa.

    admirável!
    bom domingo!

    ResponderEliminar
  6. "Por gosto a gente faz tudo"!
    Bom Domingo!

    ResponderEliminar
  7. Passei pra desejar Feliz semana p vc...

    ResponderEliminar
  8. Só para responder à São:

    Eram 15 e 30 quando me incorporei, no Saldanha, já o desfile de A para C se tinha iniciado.
    A descer de A para C levei uma hora e um bocado.
    Acho que foi assim, lá do outro lado... A descida da Avenida foi, a 3ª descida...

    ResponderEliminar
  9. abraços. força, Amigo!

    "unidos como os dedos da mão"!, assim mesmo...

    ResponderEliminar
  10. Ah, Rogério, o vídeo não está visível para mim. Será que é a minha internet??

    De qualquer maneira, o mapa e seus comentários deram a impressão do "levante" rss.

    Espero conseguir ver o vídeo.

    Um abraço,

    ResponderEliminar
  11. Malú,

    O video é um documento punjente do que se está passando no meu país. Tente ou experimente aqui

    ResponderEliminar
  12. Oi Rogério, consegui assistir !

    Realmente, o vídeo me fez pensar que algo está mexendo no planeta. Vc não acha?

    Um abraço,

    ResponderEliminar
  13. Trilhei a semana passada esses mesmos caminhos, rumo à esperança, rumo à luta!
    «O povo unido jamais será vencido!»

    Bjs

    ResponderEliminar