29 abril, 2011

Futilidades, com suporte científico - 2

Voltemos às futilidades, falando da alma. Contudo, coloque-se as coisas no lugar exacto das leis da electricidade, que como sabemos só trata de parte do problema relacional das almas. A matemática, área que trata das questões financeiras e dos interesses da alma e do seu preço, aqui não entram em apreço. Também a razão, isto é, a mente, não é para aqui chamada e foi matéria já tratada, com base nas minhas "rogériografias" e que explicam os aspectos comportamentais dos corpos e o que se passa em seus respectivos cérebros...
Hoje falarei nas relações entre homens. A relação entre homens é mais complexa, mas é mais clara. Às mulheres, a alma é-lhes diferente da cara. Falemos então do comportamento entre um e outro macho, não para que eu diga o que eu acho mas o que a electrodinâmica prova. Primeiro a atracão seguida de repulsão. Pode se imediata ou não. As almas estudam-se e manipulam-se. Reciprocamente, mas sem ambiguidades. Exemplo? Uma amizade intensa para cuja continuidade não há paciência. Outro? Entre a alma de um líder politico e um seu eleitor...


Num mundo padronizado onde as almas são cada vez mais formatadas, as amizades entre iguais são as que acontecem mais: os mesmos jornais, telejornais, o vira-o-disco-e-toca-o-mesmo. Em casa, é normal, terem uma mulher também de alma igual. Se o que estivesse a ser analisado fosse a mente e a razão, a coisa não tinha duração e a ruptura acontecia, rápida, da noite para o dia. Mas tratando-se de almas masculinas podem viver eternamente em desavença sem que cada um tenha desigual crença. É que por detrás da alta gritaria e agressividade a mais, estão almas iguais. Exemplos? Tantos... Mas o mais evidente a relação Passos Coelho e Sócrates. Nesses, além das almas iguais, também os estilos e as mentes não são diferentes. Como mostra a respectiva "rogériografia", feita no outro dia...

A fraterna relação entre diferentes, aquela que porventura seria a desejável, pois que da sã diversidade entre cada um e o seu contrário resultaria um maior equilíbrio planetário, é coisa rara. Vai havendo. Almas em conflito equilibrado e no reconhecimento que na desigualdade das almas reside o motor do desenvolvimento humano, se dizem haver muito é puro engano. Até porque o discurso oficial aponta para o tudo igual.

Coisas de homem porque o mundo das mulheres é bem diferente? Sim, mas que mulheres tendem a copiar, infelizmente. Tudo girando segundo as leis da electrodinâmica