21 abril, 2011

Se fosse hoje, Jesus iria ao templo?

Diferem os Envagelhos no pormenor do feito e do dito. Mas algo próximo do que se passou se terá passado. De outro modo, como explicar ter sido Jesus crucificado?

"Ora, estava próxima a Páscoa dos judeus, e Jesus subiu a Jerusalém; e encontrou no templo muitos vendendo bois, ovelhas, pombas, e os cambistas sentados (às suas mesas). E, tendo feito um como que azorrague de cordas, expulsou-os a todos do templo, e as ovelhas e os bois, e deitou por terra o dinheiro dos cambistas e derrubou as mesas. E aos que vendiam pombas, disse: Tirai daqui isto, e não façais da casa de meu Pai, casa de negócios. Então lembraram-se seus discípulos do que está escrito: O zelo da tua casa devorou-me. Tomaram então a palavra os judeus, e disseram-lhe: Com que sinal nos mostras tu que tens autoridade para fazer estas coisas? Jesus respondeu-lhes, e disse: Desfazei este templo, e eu o reedificarei em três dias."(Envangelho, segundo São João 2, 13-22)

Fosse hoje e seria mais que natural que Jesus não iria ao templo, pois a violência do seu acto teria repercussões mais dramáticas que a sua crucificação e que a perseguição dos seus seguidores. Também no templo se passam hoje coisas de dimensão mais monstruosa e de mais difícil compreensão, que alguns apelidam de terrorista... Será que o povo entende que se prepara outra versão de romanização?


NOTA (editada 3 horas depois da edição do post): Tal como as versões do envagelho são várias, também sobre o que se está passado existem diversas, quanto ao pormenor. Por sugestão de um comentário, junto esta. E já agora esta outra. Todas me levam a reforçar a ideia de que Jesus não entraria no templo...

12 comentários:

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

nunca parei para pensar nesse ponto de vista...mas é verdade. Se Jesus viesse ao mundo hj, seria um terrorista, seria muito mais perseguido, difamado, atacado... uma grande confusão.

muito interessante seu ponto de vista.
abraços!

ematejoca disse...

Afinal a Bíblia não é um livro de maus costumes, como dizia o nosso Saramago.

Há por aí muitos cristos a serem perseguidos, difamados, mas nunca chegaram a ser cruxificados.

Desejo-lhe uma Páscoa Feliz na companhia da sua família.

Gisa disse...

As versões de romanização vêm se perpetuando ao longo da história, que cíclia como costuma ser, fica só esperando o momento da revolta e derrocada que lhes são inerentes.
Será que a hora está se fazendo?
Um grande bj querido amigo

Fábio Paulos disse...

a nova romanização já começou.

Eva Gonçalves disse...

Se fosse hoje, jesus, teria de usar outros recursos para chamar a atenção das pessoas... não seria considerado terrorista, mas esquizofrénico... enfim...

folha seca disse...

Caro Rogério
Hoje vou entrar numa de provocação. Embora o meu caro deva ter aprendido a não "responder a provocações"
Como sabe acompanho-o nos sonhos e sou um sonhador "militante". Mas não estará o meu caro a viver num mundo imaginário?
Sim há que cair na real. As soluções passam por afastar e condenar os culpados. Mas este mundo tem que sobreviver para "aniquilar" os males que o atormentam para poder sobreviver. Este mundo tem que se manter vivo e encontrar a terapeutica certa para sobreviver. Só a partir daí mantendo-se vivo,pode combater a origem da doença e erradicá-la. Não basta fazer o diagnóstico e ficar por aí.
Abraço

Rosa dos Ventos disse...

Acontece que estava escrito que seria assim! :-))
Ele não podia fugir ao guião...


Abraço

ariel disse...

Prefiro a versão do Politeia http://politeiablogspotcom.blogspot.com/2011/04/as-negociacoes-com-o-fmibce-ue.html

Boa Páscoa.

Abraço

Lídia Borges disse...

Uma pertinente analogia.

Ocorreu-me esta citação de José Saramago:

«Vivemos num sistema de mentiras organizadas, entrelaçadas umas nas outras. E o milagre é que, apesar de tudo, consigamos construir as nossas pequenas verdades, com as quais vivemos, e das quais vivemos.»

Fonte: "Tabu/Sol (2008)"

L.B.

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Muito pertinente a pergunta, para a qual é difícilencontrara resposta. Talvez aproveite estes dias defds prolongado para me debruçar sbre o assunto
Páscoa Feliz.
Abraço

Rogério Pereira disse...

Por sugestão da Ariel acrescentei o POLITEIA, mas ver também o que diz Saskia Sassen

Fê-blue bird disse...

Uma questão que faz todo o sentido nesta época de reflexão.
Se fosse hoje Jesus diria de novo:
"Pai, Perdoa-lhes pois não sabem o que fazem."

Desejo-lhe meu amigo uma santa Páscoa na companhia da sua família.
Beijinhos