27 fevereiro, 2012

A Argentina... e as pessoas que por cá já andam com a cabeça cheia... de areia

O que se está a passar é como uma tremenda tempestade de areia, que não amaina.... 
Areia que começou a ser-nos mandada para os olhos e nos deu uma irremediável cegueira. 
Mas a coisa piorou:, neste momento já temos a cabeça, lá dentro, cheia... de areia
Protegi-me, nem sei bem como, contra tal investida. Consigo alguma lucidez, não porque um deus qualquer me quisesse proteger, mas porque insisto em me defender destas ameaças. Em sentido figurado, claro. É que mantenho um estado de permanente alerta e tenho sorte: de vez em quando lá passa uma noticia, mesmo fechada, que nos põe no caminho de outras explicações. Se não quiser saber do que se trata, até porque dá trabalho, não indague, não entre nesses links malvados. Fique só por este enunciado. Mas, depois, não diga que não foi avisado... ou que é areia demais para a sua camioneta (talvez porque já a carrega cheia... de areia). Mas... vejamos ver o que Krugman vai hoje dizer...
NOTA: Dedico este post ao meu genro exactamente porque julgo saber que ele não terá tempo para... o ler