03 fevereiro, 2012

Estamos perdidos dentro da nossa solidão? Uns sim, outros não...

Solidão não é a falta de gente para conversar, namorar, passear ou fazer sexo... Isto é carência. Solidão não é o sentimento que experimentamos pela ausência de entes queridos que não podem mais voltar... Isto é saudade. Solidão não é o retiro voluntário que a gente se impõe, às vezes, para realinhar os pensamentos... Isto é equilíbrio. Solidão não é o claustro involuntário que o destino nos impõe compulsoriamente para que revejamos a nossa vida. .. Isto é um princípio da natureza. Solidão não é o vazio de gente ao nosso lado... Isto é circunstância. Solidão é muito mais do que isto. Solidão é quando nos perdemos de nós mesmos e procuramos em vão pela nossa alma....
Francisco Buarque de Holanda

20 comentários:

folha seca disse...

Caro Rogério
Excelete tema para uma noite gelada.
Há uma solidão que me apoquenta. Estes meios até nos permitem trocar impressões e fomentar discussões. Mas há a falta de discussão sobre como saír deste atoleiro em que nos enfiaram. Falta de alternativas credíveis e já agora também "convencíveis". Sim meu caro! sinto uma enorme solidão, por ver cada um, em grupo ou per si a tentar(em) resolver o(s)seu(s) problemas...
Abraço

acácia rubra disse...

Eu ando à procura da minha alma. Padeço de solidão.

Não tenho remédio para tal, porque a alma é... a alma e está sempre no pólo oposto ao do meu corpo...

Um belo texto para nos pôr a pensar, no meu caso, quando e onde terei perdido a minha alma...

Bom fim de semana

Beijo

Ainda não consegui colar a cabeça... Será da cola, do jeito ou porque, simplesmente, não quero?

Janita disse...

Rogério.
Esse é precisamente o meu conceito da verdadeira solidão!
Quando nos perdemos de nós mesmos!
Isso dói de tal modo que chegamos a sentir saudades de nós próprios.

Aplicado esse sentimento no colectivo, face à nossa actual situação de cidadãos enganados, explorados e reprimidos, faz de nós um povo solitário, abandonado e tristemente entregue à sua sorte. O grande problema é saber qual o caminho para nos reencontrarmos!

Rogério, vou recuar nos seus posts e ver tudo o que tenho em atraso.
Andei ausente mas não o esqueci...

Beijinhos.

Fê-blue bird disse...

Meu amigo:

Se há coisas que temo é um dia sentir esta solidão.
A imagem que escolheu do grande Charlie Chaplin é perfeita para este momento de reflexão.

beijinhos

Sonhadora disse...

Meu amigo

Venho agradecer a sua ilustre visita ao meu canto e as lindas palavras que me deixou.
Já tinha passado aqui em silêncio...desta vez estou seguindo para voltar.
Quanto ao tema de hoje...dava pano para mangas falar de solidão.

Deixo um beijinho
Sonhadora

heretico disse...

solidão é zero absoluto. ser(es) absolutamente descartável(is) que o sistema segrega...

abraço

intimidades disse...

o pior e quando estamos sos no meio de companhia

adoro chaplin, um dos poucos artistas capazes de mostrar o lado alegre das situacoes tristes

Bjinhos
Paula

Maria disse...

Ah, la solitude...
A eternidade das palavras de Chaplin e de Ferré.
Solidão ou... solitários?

Gisa disse...

Apesar de tudo que foi dito, sigo indiferente. Minha procura não pode parar...
Um grande bj

BRANCAMAR disse...

Este é um texto fantástico. Já uma vez o havia lido, mas é como se o lesse agora de novo, é como se o lesse sempre de novo. Só uma pessoa tão genial como o Xico Buarque de Holanda poderia nos dar uma definição tão perfeita de solidão e ao mesmo tempo de todos os outros estados com que muitas pessoas confundem a solidão.
Todas as definições são de uma beleza que encanta, menos a última, a mais terrível, apesar de verdadeira.

Beijinhos Rogério, com a certeza de que quem vive a pensar nos outros, como tu e muitos amigos por aqui não chegará a essa espécie de solidão, que é terrível.

Branca

B

São disse...

Gostei de ler, mas são sei se concordo com Chico.


Bom fim de semana.

PS - Como é que consigo adquirir o seu livro sem ser pela Net, de que sou absolutamnete leiga?

OceanoAzul.Sonhos disse...

solidão d'alma... a efectiva solidão, aquela que se esconde em nós próprios e se revela nas palavras numa incessante procura interior, por vezes em vão...

beijinho
cvb

Maria João Brito de Sousa disse...

Boa tarde, Rogério :)
Um abraço de quem é solitária por natureza, circunstância e vontade, mas não sente solidão.

Marta disse...

Que belo texto! Solidão é ter tudo e ao mesmo tempo sentir que não se tem nada. Beijinhos

Graça Sampaio disse...

Lindo texto! A solidão é o pior que há! e os velhos destes país (que somos quase todos nós) tão sós que vivem. E que morrem.

Beijinhos soliDários.

jrd disse...

"Tous le monde est seul mais personne ne le sait".
Leo Ferré

Lídia Borges disse...

Andar dentro de nós, horas a fio, e não encontrar ninguém (como diz Rainer Maria Rilk) é uma imagem que pode ilustrar a solidão. Mas isso pode acontecer facilmente, quando a carência, a saudade, o desiquilíbrio, o vazio se instalam com jeitos de quererem ficar.

Perfeita a escolha da imagem!

Um beijo

Vítor Fernandes disse...

Excelente citação. E não é que estou substancialmente de acordo?

Carlota Pires Dacosta disse...

E quantas vezes a nossa alma vagueia sem sentido, sem rumo. Por vezes numa busca incessante que nos "mata".

Anónimo disse...

Amigo Rogério ,

o texto é bom , mas é melhor conferir a autoria .