16 abril, 2012

Acção colectiva europeia contra o MEE


Enquanto carregamos com a nossa cruz, não param as ameaças e, pior, a concretização das antes feitas. Não há dia que não haja novidades dentro do caminho para o buraco, expressivamente colocado aí ao lado, com o titulo "Podemos parar?". Até há pouco, o que se ia maquinando era reservado e bem guardado. Perderam-se as máscaras. Passou tudo a fazer-se às claras, com os governos a assinarem e os parlamentos a ratificarem. (Portugal assinou em Julho de 2011). O povo eleitor não se interroga, apenas espera. A parte do povo que não pratica o acto, estará por tudo. De ambos esses lados reparte-se a convicção:  uns acham que vai ficar pior, outros que não. O video abaixo é esclarecedor: 

Podemos fazer o quê? Veja e decida...


8 comentários:

Isa GT disse...

A minha opinião segue por email ;)

Vítor Fernandes disse...

O nosso Parlamento foi o primeiro a ratificar. Mééééééé

folha seca disse...

Caro Rogério
O "nosso Zé" bem alertou. Só me ocorre aquele vídeo que o meu caro deu a conhecer. Sim o da "falsa Democracia" Quanto ao resto há que agir, conforme sugere (enquanto não pudermos fazer mais nada (daquilo que nos apetece).
Abraço
Rodrigo

jrd disse...

O MEE é um mecanismo sinistro, uma engrenagem terrível.
Vamos pôr-lhe um pauzinho e fazê-la parar.

nacasadorau disse...

Ich frage mich

Portugal assinou e quantos sabem disto???

Beijo

O Puma disse...

Cheira-me a pólvora

já mais adiante

heretico disse...

foi esta "coisa" que o Parlamento Português aprovou a toque de caixa?

abraço

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Já tinha visto o video, mas nem era preciso para ter a certeza que nos estamos a meter num beco sem saída. E o pior, é que quem está ao leme já se apercebeu disso, mas assobia para o ar.