06 abril, 2012

Sexta-feira santa: "Eli, Eli, lama azavtani?" (Meu Deus, Meu Deus, por que me abandonaste?)



É sem dúvida a Biblia um manual de maus costumes, como me lembram as palavras de Saramago (e que eu oiço aqui). A Biblia diz que Jesus terá dito "Perdoai-lhes Pai, pois não sabem o que fazem". Tal não é expressão de cristão digna de um cristo que com seu gesto violento expulsa os vendilhões do templo. Eles sabem sempre o que fazem...
Contradições? Sim, daquelas que levam os povos à resignação. Bem fizeram os escravos e plebeus que não ligaram ao então dito, mas ao feito, ao se terem revoltado e três séculos depois terem imposto o fim do esclavagismo e a queda do Império Romano. De Cristo, prefiro recordar as últimas palavras, as humanas: "Meu Deus, porque me abandonaste?", sabendo que eu, enquanto parte do meu povo, não tenho perdão se aceitar os vendilhões do templo... 
Agora, que nos crucificam o país, teremos que esperar também séculos até à libertação? Talvez mais de três, pois estes sabem o que fazem enquanto nos entretemos com uma doce amêndoa... Não temos emenda.
(reeditado, do ano passado, com a devida actualização) 

13 comentários:

folha seca disse...

Caro Rogério
Pois, não temos "emenda" devíamos andar a passear pelas catedrais de consumo e estamos por aqui. Gostei de ver o vídeo. Não o tinha visto, anteriormente. Só o "nosso zé" para de uma forma tão perceptível fazer entender a "coisa".
Quanto ao texto, está optimo, não fosse o meu caro um "Saramaguiano".
Abraço
Rodrigo

jrd disse...

Também o país está cruxificado entre dois ladrões; O FMI e a Toika, enquanto a CE lava as mãos...

AC disse...

Rogério,
Há ideias maravilhosas e revolucionárias que, com o passar dos tempos, vão sendo corrompidas e usurpadas. São os homens que têm que transportar a sua carga: eu, tu, todos, aqui e agora, os símbolos apenas têm o valor que nós lhes quisermos dar.

Abraço

rouxinol de Bernardim disse...

Feliz Páscoa!

Catarina disse...

Bom fim de semana, Rogerio! Com paz e harmonia e um pouco de esquecimento para que nao pense nas agruras politicas que ai se vivem!

Hoje - sem acentos!
Abraco
(e sen cedilhas)

O Puma disse...

Está tudo certo meu caro

Está tudo caro meu certo

mas... cuidado também nesta época
com os coelhos
são uma praga

Abraço amigo

Luís Coelho disse...

Não me tirem aquilo que não sabem dar-me - Um pouco de fé.

Cristo sinal de contradição para uns e de salvação para outros.

Ele continua vivo e a ser a esperança de um mundo melhor.
Os homens continuam a matar-se e a matá-Lo nas coisas mais simples da vida Respeito de todos para todos.

Gisa disse...

Gosto da visão mais humana do Cristo. Fico a pensar sobre o texto.
Um grande bj querido amigo

Ana Tapadas disse...

Como tem razão, meu amigo...

Beijinho

São disse...

Creio numa Entidade Suprema a quem os homens decidiram dar muitos nomes.

Crei que Jesus foi um ser humano de convicções , cuja vida depois os homens descreveram da maneira que melhor lhes convinha.

Para ti e tua família desejo uma Páscoa de renovação, carinho e doces amêndoas ( as amargas já Passos nos vai oferecendo sem falta...e contra isso devemos lutar, sim)

Fernando Ribeiro disse...

Embora militantemente ateu, Saramago foi no fundo um cristão, mais cristão do que muitos que batem no peito. "O Evangelho Segundo Jesus Cristo" é um livro profundamente cristão, por muito heterodoxo que possa ser ou parecer.

Creio que foi na "Viagem a Portugal", e a respeito do luxo e da frieza da basílica de Mafra, que ele mesmo se confessou mais cristão do que os devotos que fizeram o convento (a começar pelo D. João V, evidentemente), que apenas pretendiam comprar um lugar no Paraíso.

BRANCAMAR disse...

Tudo o que aqui escreveste Rogério é muito complexo, por um lado muito verdade, por outro muito drástico. Eu vejo Cristo como um Homem revolucionário no seu tempo, não tanto um filho de Deus, ou tão filho de Deus como qualquer um de nós, crucificado precisamente por expulsar vendilhões, tratar marginais e prostitutas como amigos e como tal persona non grata para o poder. Podemos celebrá-lo com o mesmo espírito e também nós ajudarmos a expulsar os vendilhões deste tempo, talvez muito piores que os daquele tempo e muito mais difíceis de vergar.
Tal como dizes não teremos perdão se os aceitarmos.

Beijos e tal como diz o Puma "Cuidado com os coelhos".
De resto só tem Páscoa quem ainda tem dinheiro para amêndoas e ovinhos de chocolate, porque a crucificação e Páscoa de Cristo é de todos os dias.

Sempre
Branca

Daniel Silva (Lobinho) disse...

Cristo nao tem um gesto violento: tem um gesto humano. Violento seria se fosse usual ter gestos desses. Esta revolta, própria de quem também é Homem, surge na sequência de nada terem aprendido até entao sobre o que seria um Templo!

Claro que depois chamar a Bíblia um manuel de maus costumes, é cuspir nela para entronizar outro deus: um escritor violento e mal educado, além de zangado com a vida e com Deus...

Boa Páscoa