08 abril, 2012

Domingo de Páscoa, com homilia mas sem Saramago (citado)

Hoje o dia será como o do ano passado, sem homilia citando Saramago. Tinha escrito outro texto e confesso ter hesitado (muito) em o pôr de lado. Não, não cedi, apenas acho que o que tem de ser dito necessita de se afastar do ruído, do pré-estabelecido, do hábito adquirido, da ténue e longínqua memória da celebração...

HOMILIA DE HOJE. 
Estaremos reunidos. Todos. Almoçaremos juntos. E falaremos muito, de todos os assuntos. Falaremos, com certeza, à mesa, da mesa, dos pratos, dos doces, do colesterol,  da tensão arterial, das notas dos netos, das últimas traquinices dos mais novos, das primeiras palavritas da Maria, do que se passa em Angola, do meu livro e se vou ao não escrever outro a seguir. Responderei a isso. Uns vão rir, outros esboçar um sorriso. E continuará a conversa por aquilo que nos apeteça, pelo que pensamos que a cada um espera e pela incerteza dessa espera. Certo estará reservado um minuto, para delinearmos a salvação do mundo. Será assim, porque sim. Porque isso nos une. E talvez alguém se lembre da ressurreição. Talvez sim, talvez não. Podia ser eu a falar nisso, mas não quero ter esse protagonismo. Cabe-me a mim, como sempre, apontar o dedo à culpada do que se vai passar. Ela, por ter 92 anos, não irá ouvir à primeira. Do que se passará, darei conta. Para que conste.
Enquanto isso se passar, deixo isso aqui. Pode tirar: 

21 comentários:

BRANCAMAR disse...

Não Rogério, nunca nos falas amargamente, falas-nos do mundo real, que às vezes é até tão doce na sua humildade.

Obrigada pela amêndoa e bendita essa mesa em que se fala de tudo e tenho a certeza que também deste nosso mundo.

Um beijo de amizade sempre ressuscitada.


Branca

Catarina disse...

O Rogério não me fala amargamente, mas que o faz às vezes... faz! : )
Já tirei uma. Acredito na ressurreição e acredito na sinceridade dos que não acreditam.
Abraço

Gisa disse...

O que pensas ser amargor há muito soa doce em meus ouvidos. Doce porque contestas. Doce porque questionas. Doce porque concluis. Doce porque pensas. Doce porque instigas. Doce porque provocas. Doce porque sabes fazer a diferença. Assim levo uma e deixo-te outra para que possamos seguir em sintonia. Muitos beijos. Aproveita teu almoço em família, pois essa é o verdadeiro presente, o verdadeiro renascer, o verdadeiro perpetuar. Uma excelente Páscoa para todos vocês!

Sonhadora disse...

Meu amigo

Não fala amargamente que diz a verdade.
Levo uma amêndoa e deixo votos de uma Feliz Páscoa, junto de todos os que ama.

Beijinhos
Sonhadora

Luís Coelho disse...

Bom dia Amigo
Depois de tudo ficamos com a boca doce e sem azedume algum.
Ele o Ressuscitado não tem culpa ou terá...de não nos entendermos...de nos atraiçoarmos...
Ele o Ressuscitado é Amor, perdão, partilha...

...e nos fim todos hão-de ver que Ele venceu ...
"A razão que a razão não entende"

Turista disse...

Amigo Rogério, levo uma amêndoa, deixando-lhe o desejo de um dia bem passado em família e com a sua mãe(?) de 92 anos, ainda para mais. O resto? O resto é paisagem, como dizíamos quando eramos jovens!
Beijinhos e bom Domingo de Páscoa. :)

ematejoca disse...

Tirei duas!!!

OceanoAzul.Sonhos disse...

Rogério, levo uma amêndoa e deixo-lhe o desejo de um dia cheio de Paz com a sua familia. Um grande abraço
cecilia

folha seca disse...

Um bom almoço e que as conversas tenham algum sentido.
Espero que o vinho seja de "boa cêpa"
Um abraço e saudaçõe à família.
Rodrigo

jrd disse...

Vá que ainda cheguei a tempo de tirar uma amêndoa, porque com tantas visitas alguém vai ficar a chupar no dedo, a não ser que reforces a dose.
Tem um bom dia junto dos que te são queridos e já percebi que são muitos.
Abraço

O Puma disse...

Abraço amigo

Anónimo disse...

Aos 92 muito poucos ouvem bem.
Este ano não como amêndoas, obrigada.

Que esse almoço tenha sido delicioso e sobretudo compartilhado.

Beijo

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Por motivos alheios à minha vontade andei ausente da blogosfera durante dois dias mas, como o dia ainda não terminou, aqui ficam os meus votos de que tenha tido uma Páscoa Feliz.
E ainda vou a tempo de tirar uma amêndoa. Sem amargura...

Lídia Borges disse...

Obrigada pela amêndoa.
Os momentos que passamos em família são o que temos de melhor, o que nos torna mais fortes e mais capazes.

Um beijo

rosa-branca disse...

Olá amigo, a conversa pode ser avinagrada mas não amarga. Adoro o sabor do vinagre nas saladas. Também gosto de amêndoas e a qual agradeço. Tenho uma em casa com 84 e tem um ouvido que nem lhe conto...ouve tudo e melhor que eu. Espero que o almoço tenha sido bom. Pelo menos deu para juntar a família. Final de bom Domingo de Páscoa e beijos com carinho

Graça Sampaio disse...

Que bela prenda! Muito obrigada, se bem que ache que a mim nunca me falou amargamente...

Beijinhos doces (a Teresa escusa de ter ciúmes... é só por ser Páscoa!)

Carlota Pires Dacosta disse...

Amargamente falando ou não, eu já tirei a caixa das amêndoas, eheh sou muito gulosa.
Beijinhos

Anónimo disse...

Acordei tarde, o filho batendo à porta para me oferecer carona ao endereço do almoço familiar.
Comi o que me apeteceu e também ouvi o que me apeteceu e falei igual.
A tônica e a justificativa são 6 crianças e 3 adolescentes que sim, deram à data o sentido de ressucitação , seja através do dna, seja através da geração z a qual pertencem, seja através da inocência dos pequenos. Ali caberia desde Saramago até o profeta mais acirrado mas a tônica - repito - foram os mais jovens, os menores, que deram a impressão de que não comemoramos em vão. Assim seja.
Barbara.

Jorge Castro (OrCa) disse...

Mesmo se a amêndoa for amarga, deste em envolvê-la com o açúcar do afecto... e assim se fez doce, por dentro e por fora.

Abraço.

Fê-blue bird disse...

Meu amigo, celebrar a Páscoa em família e dar estas amêndoas aos amigos é tão doce que eu estou completamente rendida a este seu hábito, para o ano espero mais :)
O Rogério nunca é amargo pelo contrário.

beijinhos

Marta disse...

Espero que tenha tido um Bom dia de Páscoa, junto da familia e de quem ama! :)
beijinhos