05 abril, 2012

Quinta-feira santa. Quinta carta, do Santos...


REMBRANDT - 1606-1669 - "Expulsão dos vendilhões do Templo" - gravura sobre papel

Quinta-feira Santa - Podia ter outras seleccionado imagens, que as há muito belas, sobre o que se enquadra mais na data e no seu significado litúrgico. A última ceia ou Jesus lavando os pés aos apóstolos, seriam as indicadas para o dia que hoje se celebra. Pelas razões que já me levaram o ano passado a escolher a cena que está (agora) na gravura de Rembrandt, escolho a "Expulsão dos vendilhões do Templo" e repito a pergunta que fiz então: "Se fosse hoje, Jesus iria ao Templo?"

Quinta carta, feita pelo Santos - Refiro-me ao texto que Boaventura Sousa Santos dá hoje a ler na Visão. É uma carta bem escrita e, por ser a quinta, percebo que já terão existido quatro. Confesso que não li nenhuma e esta li a correr, à diagonal, a bem dizer. Parece-me que tem matéria para pôr as esquerdas a reflectir. A minha reflexão é curta e grossa: a carta tem erro grosseiro de endereço. Esquerdas? Um saco, onde cabem diversos com algo em comum? Mas de comum, o quê, se cada vez se vê uma esquerda mais isolada em matéria votada, na mesma matéria em que aquela outra esquerda vota colada à direita. Hoje mesmo, quinta-feira santa, uma esquerda apresenta uma proposta, vejamos como a outra esquerda se comporta. Para já oferece-me dizer: ou o Santos reformula o endereço da carta ou ela não servirá para nada. Todos sabem disso, menos os leitores da Visão e os que gostam de filosófica confusão...