24 fevereiro, 2014

Hoje, sou pequenino!


Aniversário
A todos, sem excepção, devia ser concedido
um momento, curto que seja
de regresso à idade da inocência
revisitando esses dias raros
lúcidos, simples, claros
Minha Alma tenta sempre isso em dia de aniversário
Meu Contrário considera esse gesto inútil e despropositado
Lembra-me, esse meu juízo
a idade que o meu corpo tem
ele que guarda memórias de criança
boas, más e amargas também
(Hoje já não faço anos.
Duro.
Somam-se-me dias.
Serei velho quando o for.
Mais nada.
Raiva de não ter trazido o passado roubado na algibeira! ...)


Ou talvez aí ainda o tenha
No mesmo lado onde guardo os sonhos
que vou tendo
Rogério Pereira

26 comentários:

Tétisq disse...

então, Felicidades!

Laços e Rendas de Nós disse...



Um beijinho para si e para toda a família.
Parabéns!

Laços

manuela baptista disse...

parabéns Rogério!

apenas envelhece aquele que desiste de sonhar


um abraço

Branca disse...

Parabéns Rogério. A idade da inocência trazemo-la sempre dentro de nós, acrescentando os conhecimentos obtidos ao longo dos anos. É bom quando conseguimos manter a criança que fomos e não deixamos morrer os sonhos.
O que te desejo são esses dias felizes, com saúde e sonhos para realizar, sempre. Beijos.

Fernanda Maria disse...

Meu amigo a sua alma está certa.
Pelo menos uma vez por ano é-nos permitido ser inocente, acreditar e sobretudo sonhar.
Que continue a sonhar por muitos e bons anos.
Hoje o beijinho é especial, Feliz aniversário amigo Rogério na companhia de todos os que lhe são queridos.

AFRODITE disse...


Parabéns Rogério...
Que os sonhos perdurem sempre... pois só nos tornaremos velhos no dia em que perdermos a capacidade de sonhar.


Um beijinho muito especial no menino que ainda há em ti
(^^)

Jaime Ramalhete Neves disse...

Como eu te compreendo... Que saudades deves ter dessa carinha laroca. Mas deixa lá... Convence-te, devagarinho, que a terceira idade também tem os seus encantos. Para mim, o pior foi descobrir que o meu neto calça 42!Um abraço.

© Piedade Araújo Sol disse...

muito parabéns!

feliz aniversário!

:)

Janita disse...

Não há bolo, cafezinho, uma taça de champanhe? Não faz mal! Há um menino que hoje é pequenino e em vez de se sentir amargo, deve sentir-se feliz!
Para o próximo ano, quando o número for par, quem sabe a situação esteja melhor e já o possa ouvir gargalhar?

Gostei desse excerto de Álvaro de Campos! Seremos velhos, quando o formos...até lá vamos somando os dias!
Haja alegria, Rogério, somar dias sem o sonho abandonar, já representa uma vitória.
Um beijinho e que some muitos mais, junto da sua linda família e rodeado de boas amizades.
Parabéns!
Ah, mas para o ano espero vê-lo mais alegre a soprar as duas velinhas!!:)
Um grande abraço.

Janita

Maria João Brito de Sousa disse...

Hoje és... Rogérito!

Muitas felicidades e que tenhas um dia inesquecível! Abraço grande!

C-zero disse...

Parabéns.
Um grande abraço.

Anónimo disse...

Votos de excelente dia de regresso à idade da inocência

Horizonte XXI

Majo disse...

~ Olha o ~ ~ ~ R o g e r i t o ! ~ ~ ~
~ ~
~ Que simpático e lindo menino era!
~ ~
~ ~ ~ As minhas felicitações.~ ~ ~
~ ~
~ Saudável, longa e profícua vida! ~

Lídia Borges disse...


Bonito! Não só o menino, o poema também.

Sonhos?
Quando numa algibeira,
do lado do coração
se pode encontrar ainda
uma carica amassada
um berlinde, um pião,
uma carteira de cromos
para ter sempre à mão.
Tem algum para a troca? :))

PARABÉNS!...



Beijo

Roseiro disse...

Rogério, as horas já vão sendo adiantadas no dia, mas nunca é tarde demais para lhe enviar um forte abraço e desejar-lhe uns próximos 12 meses de vida repletos de alegria, saúde e amizades.

Maria Eu disse...

Que possas ter apenas o que de bom a vida tem!
Parabéns!

https://www.youtube.com/watch?v=TKjadi_rvP0

Beijinhos Marianos, Rogério! :)

Manuel Veiga disse...

fora de tempo associo-me à festa...

parabéns.

belo o poema. gostei deveras.

abraço fraterno

Graça Sampaio disse...

Que bela fotografia
Nos põe aqui o Rogerito!
Em dia de anos convém
Apresentar-se assim bonito...

Parabéns e muitas felicidades para o Rogerito e todo lá em casa!

Beijinho.

vida entre margens disse...

Hoje, somente hoje, esqueçamos o passado. Não nos preocupemos com o futuro. E viva este dia em plenitude.

Beijinho de Parabéns Rogério. E o desejo de uma longa vida repleta de Alegria...:)

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Meu caro:
Logo pela manhã deixei-lhe os parabéns no FB, mas não queria deixar de passar por aqui antes de o dia terminar.
Renovo os meus parabéns e votos de felicidades. Espero que tenha tido um dia feliz e daqui a um ano ter saúde para o voltar a parabenizar.
Abraço

Unknown disse...

Vamos viver o que há para viver, vamos nos permitir ( Lulu Santos - músico). Seja feliz! Abraços de aniversário.Que bom que retornei ao blog nesta data.

Sónia M. disse...

Com um dia de atraso, mas deixo votos de felicidades, não apenas ontem, mas para todos os dias seguintes.

Abraço

Agostinho disse...

"Somam-se-me os dias"
somem-se-me as horas
do verão, porém, nunca é tarde
sonhar as nuvens onde moras.

Parabéns!

Agostinho disse...

"Somam-se-me os dias"
somem-se-me as horas
do verão, porém, nunca é tarde
sonhar as nuvens onde moras.

Parabéns!

Anónimo disse...

Parabéns Rogério. A idade da inocência trazemo-la sempre dentro de nós, acrescentando os conhecimentos obtidos ao longo dos anos. É bom quando conseguimos manter a criança que fomos e não deixamos morrer os sonhos.
O que te desejo são esses dias felizes, com saúde e sonhos para realizar, sempre. Beijos. Branca

Graça Pereira disse...

Olá Rogério

Já te felicitei no FB mas deixo aqui o meu registo:
Amigo, só envelhece a carcaça... de resto...a alma é a mesma que recebeste quando vieste ao mundo, por isso somos jovens...por isso, ela guarda tudo o que vivemos e por isso, continuamos a ser crianças...
a conversa pode ter-se avinagrado mas...apenas porque o mundo se avinagrou e as "crianças" estão sempre atentas... Ninguém as consegue enganar...
Que continues sempre assim Rogério a contar-nos o que certos malandros nos fazem..
Um beijo de Parabéns.
Graça