11 novembro, 2018

São Martinho, o santo arrependido


Conta a lenda que São Martinho terá com sua espada cortado a sua capa e com ela, compadecido, coberto os ombros de um mendigo, que quase jazia sob os efeitos de hipotermia. Ao reconhecimento do gesto de São Martinho, descobriu-se um sol como nunca então se vira e de pronto, por três dias, se viu suspenso o Outono. 

Tem sido assim, desde o ano de 337 até hoje, dia em que recebi um sms do Santo, que assim me escrevia, arrependido:
É pá, vê se descobres o mendigo
Ele que me devolva a meia-capa
Por aqui morre-se de frio
E não é com lendas que a gente escapa
(hoje em dia os milagres já não são o que já foram)

5 comentários:

Elvira Carvalho disse...

Parafraseando um amigo que bem conhece, digo
Boa malha!
Abraço e uma boa semana.

Pata Negra disse...

É pá, assim falando até fico com a ideia que tu acreditas na história e que esse Martinho tinha capa! Da minha parte, só acredito no vinho novo. E olha que hoje já vão dois copos dele.. do palhete, do medieval que por aqui ainda se faz!
Um abraço de terras de vinho

Maria João Brito de Sousa disse...

Muitos anos se passaram e Martinho é bem capaz de estar tão fraco e enferrujado quanto eu estou.

Provavelmente ficou de cama, sacudido por espirros e ataques de tosse, esmagado por descomunais dores de cabeça.

Por mim,está perdoado, já que também eu caí à cama durante toda a tarde...

Abraço!

Rogerio G. V. Pereira disse...

Elvira, o santo perdeu o cavalo e chegou atrasado
hoje há sol por todo o lado

Pata Negra, saúdo o teu abraço
com um copo do néctar extraído do engaço
boa água-pé, clandestina
mesmo com a ASAE de olho em cima

Maria João, bom dia
já não há milagres como antes havia

Rosa dos Ventos disse...

Mesmo numa terra santa choveu a potes, penso que na Golegã tiveram que colocar barbatanas aos cavalos!
Mas hoje está sol, S. Martinho está perdoado! :)

Abraço