29 abril, 2013

O que o Congresso do PS esquece, o que os comentadores não falam... mas que pode muito bem acontecer...


Há quem ridicularize as minhas vizinhas e julgue a dona Esmeralda uma figura quadrada. Não  é nada. A dona Esmeralda pertence àquela (crescente) classe de gente que, não conseguindo acompanhar a pedalada de um João Ferreira do Amaral, consegue entender o que lhe faço compreender. Expliquei-lhe o que disse o economista, e alertei-a para o facto do Congresso do PS se ter desenvolvido dentro de um paradigma que se pode alterar de um momento para o outro. Expliquei-lhe a parábola do "Cisne Negro" para lhe dizer que podemos ser empurrados para fora do euro... E não é que enquanto lhe explicava tudo isso, o Económico publicava isto?:
 «O presidente do instituo alemão de Assuntos Económicos, Hans-Werner Sinn, defendeu hoje que os países afectados pela crise devem "sair temporariamente" para assim fortalecerem o conjunto da Zona Euro.(...) e os países (afectados) podem recuperar a competitividade e "poderão regressar à Zona Euro sob novas condições"- Noticia de hoje, no Económico