28 janeiro, 2014

Dicas do Bruno - II (...muitas das utopias na educação, já existem!)

Imagem retirada de um vídeo precioso

De uma penada, há poucos dias, liguei dois posts. Um falava da utopia, outro da praxe. Hoje a última página do Público traz uma frase paradigmática que demonstra que, de facto, tudo anda ligado: "Antes de atacar um abuso, deve ver-se se é possível arruinar-lhe os alicerces". Não sei se Luc de Clapiers, se referia aos abusos de praxe e à necessidade de mudar a escola. Admitindo que sim, então é preciso ir à escola e provocar lá a revolução necessária, criar a Utopia. Antecipando-me, foi da Utopia que então falei...

O Bruno, oportuno, sentenciou: "Muitas das utopias na educação, já existem..." E deu dois exemplos: a "Voz do Operário" e a "Escola da Ponte" e deixou links que fazem prova.

A "Escola da Ponte", entretanto, já atravessou fronteiras:

7 comentários:

Cristina Cebola disse...

É bom vir aqui e levar matéria para reflectir...

Abraço amigo Rogério, boa semana!

Maria Eu disse...

Nem imaginas como é urgente reformar a escola de dentro para fora... Nem imaginas com o se anda de semblante carregado e desmotivado nas nossas escolas! Cada vez é mais duro ser professor!

Beijinhos Marianos, Rogério! :)

Bruno disse...

Há quem embirre com as utopias. O que é um pouco como achar que os sonhos são inúteis. Aí estão duas escolas em que o sonho está já transformado em vida.

Das vezes que falei deste assunto, da educação e destas duas experiências portuguesas da Voz do Operário e da Ponte, foi como tentar explicar o que é um oceano a quem só viu um charco de água. Falar deste assunto sempre foi muito complicado, excepto quando tive oportunidade de mostrar previamente alguns desses links e vídeos postados.

Olívia disse...


Ah!... Quando o "manual" privilegiado é a Vida, os teóricos estremecem.


Um beijo

São disse...

Sonho, logo avanço!

Tudo de bom

Mar Arável disse...

Tudo se move

até as pontes

heretico disse...

há sempre um farol... de esperança!

abraço