17 setembro, 2012

Geração sentada, conversando na esplanada - 12 (a grande manifestação)

(Ler conversa anterior) 
"A política normalmente circunscreve-se aos seus profissionais, mas no sábado disse respeito a toda a gente, porque a verdade é que a política tem a ver com a vida das pessoas". - António Pinho Vargas, in jornal PÚBLICO

"O castigo daqueles que não se envolvem na política, é o de serem governados por seus inferiores". - Platão, in Alegoria da Caverna
Olhem, se eu tivesse passado ao pé deste gajo, também não me escapava. É giro à brava...

Quando cheguei, a conversa ia em euforia. Não foi necessário muito tempo para perceber que, à excepção da Gaby, todas tinham ido à manifestação. Passando imagens sucessivas no iPad, a Gaby não se cansava de comentar, ao seu jeito, detalhes de cartazes, rostos e a multidão, perturbando a conversa, que, entretanto, as outras iam tendo.
- Não esperava que fosse assim
- Querias que fosse como?
- Não sei... mas gostei!, só não gostei foi de ver aquele...
- Quem?
- O da Intersindical, se não era uma manifestação dos sindicatos, que foi ele lá fazer?
- O mesmo que nós! Podias dizer é que foi pena o da UGT não aparecer!
- Se calhar até foi, mas perdeu-se na multidão...
- A televisão daria com ele, não lhes escapa nada!
- Acho que o da UGT fez bem não ir!, se assinou o acordo e o pacto, como é que agora vinha para a rua?, ao menos foi coerente, ao contrário de muita gente...

Durante breves minutos a Teresa, a Rita e a Ana calaram-se e na explanada apenas se ouvia o som do video que a Gagy atentamente escutava. O senhor engenheiro, o seu cão rafeiro e eu próprio mantinha-mo-nos na expectativa de a conversa ser retomada. A Teresa retomou-a: 
- Vais à outra?
- Eu não, credo... e vocês, vão?
- Eu não sei, nem pensei nisso...
- Eu vou, acho que esta foi uma imponente demonstração de desacordo, a outra será a demonstração de força para a luta empenhada. Talvez sejam menos... mas esta, enorme, não pode ser transformada em objecto de arremesso contra quem luta todos os dias!
- Mas tu nem alinhas nem com partidos, nem com sindicatos...
- Pois1... e talvez o mal tenha sido esse... e por isso temos vindo a ser governados por gente desta!
E o silêncio regressaria ao grupo se não fosse a voz da Gaby, desligando o iPad e afirmando em voz tão alta que espantaram o melro e pombo que por ali já andavam:
- Conta comigo, desta vez irei contigo!
Perante a admiração das outras e o alegre abanar do rabo do rafeiro do senhor engenheiro, eu disse, sem que ninguém me ouvisse: "boa malha!"

9 comentários:

Fernanda disse...

Conta comigo também, pois é dessas mesmo que eu gosto!!!
e não para para abraçar o tal polícia que até se parece com o Rambo do antigamente :)
Beijo

Silvia Mota Lopes disse...

se estivesse por esses lados também podiam contar comigo:)

bjo

Olívia disse...


O que se lê é uma preocupação [legítima] quando ao futuro próximo.

Partilho-a.

Um beijo

Graça Sampaio disse...

Acho que daqui para a frente já ninguém nos pára...

Fernando Santos (Chana) disse...

Por uma sociedade menos desigual....
Cumprimentos

Graça Pereira disse...

A onda veio como um tsunami e a sua força já ninguém a pode parar...porque uns não querem (MUITOS) e outros a esperam (POUCOS)... Fui à do Porto e chorei por encontrar o "meu povo"... Na 6ª, estarei com a força do meu pensamento mas sei que já se fala de outra para dia 29 e a última (por enquanto) para dia 5 de Outubro!
Ou recuperamos o nosso país ou morremos com ele...
Abraço
Graça

São disse...

ESperemos que agora que até já os privados sentiram a bota cardada do Governo , a luta não cesse!

Boa semana

Fê-blue bird disse...

BOA MALHA!
Vamos passar a ver esta geração na luta!

beijinhos

Mar Arável disse...

Na verdade o país

está nas urgências