18 setembro, 2012

Luiz Goes - In memoriam (1933 - 2012)


Para ouvir clique no título 
Tu que tens dez réis de esp'rança e de amor
Grita bem alto que queres viver.
Compra pão e vinho, mas rouba uma flôr:
Tudo o que é belo não é de vender.
Não vendem ondas do mar,
Nem brisa ou estrelas,
Sol ou lua-cheia.
Não vendem moças de amar,
Nem certas janelas
Em dunas de areia.
Canta, canta como uma ave ou um rio,
Dá o teu braço aos que querem sonhar.
Quem trouxer mãos livres ou um assobio
Nem é preciso que saiba cantar.

Tu que crês num mundo maior e melhor
Grita bem alto que o céu 'stá aqui.
Tu que vês irmãos, só irmãos, em redor
Crê que esse mundo começa por ti.
Traz uma viola, um poema,
Um passo de dança,
Um sonho maduro.
Canta glosando este tema:
Em cada criança
Há um homem puro.
Canta, canta como uma ave ou um rio,
Dá o teu braço aos que querem sonhar.
Quem trouxer mãos livres ou um assobio
Nem é preciso que saiba cantar.
Música: João Figueiredo Gomes
Letra: Leonel Carlos Duarte Neves

7 comentários:

Graça Sampaio disse...

Rogerito, acredita que esta canção ( o refrão) foi a primeira que a minha filha mais velha aprendeu a cantar, tinha uns dois anitos? É que ela nasceu em 75, no calor da Revolução!

Muito lindo este poema! E cheio de força e de darmo-nos uns aos outros. muito boa escolha, a sua!

Beijo.

jrd disse...

Uma voz eterna, única e inesquecível.

Janita disse...

Já mal me lembrava da canção - para além do refrão - e que bom foi revivê-la, amigo Rogério.
Obrigada por esta belíssima rcordação.
Um beijinho.

as-nunes disse...

Fica-nos a sua voz e os seus poemas para nos emocionarmos com as recordações inevitavelmente evocadas!

Um grande cantor e o maior embaixador do "Fado de Coimbra"!

BlueShell disse...

Um cantos como poucos com uma canção que recordo (em parte)...
Bom este momento, Rogério. Obrigada.
Bj

folha seca disse...

Rogério
Talvez uma das canções do Luiz Gois que vai ficar na memória.
A lei da vida é lixada. Está a levar-nos os melhores.
Abraço
Rodrigo

Gisa disse...

A poesia que encerra é única. Roubo-te um sorriso, pois este não tem preço.
Um bj querido amigo