10 dezembro, 2012

O Marquês parece indicar o caminho... Mas será só ao Isaltino?


Sabemos que chegámos à tremenda dívida por tramóias e malabarismos (até legais) engordado gordos, boys e bancos, que iam ficando (mais) ricos...
Destas habilidades, as Parcerias Público Privadas foram instrumentos para isso. 
Aqui onde me encontro, também há coisa a contar. E só me interrogo se é possível resolver a grande questão, que por ai anda, que é a de uma unidade de esquerda, somando gente que aceita a tramoia (e por ela vota), com aquela outra que não vai nisso. Quer a nível nacional quer aqui, lugar do Marquês do Pombal... 

Ah, e uma vez mais: os partidos não são todos iguais... (a prova está no texto a linkar)



7 comentários:

São disse...

Os Partidos não são todos iguais, pois não.

Mas irrita-me profundamente esta situação esquisóide da Esquerda portuguesa nunca se entender!!

Bom serão.

Wanderley Elian Lima disse...

Aqui no Brasil, esquerda e direita, estão todos no mesmo balaio. Ninguém vale nada.
Abração

Isa GT disse...

...quem andava com atenção, já sabia que andávamos a ser roubados (e não foi só em Portugal) mas falando só de cá, dava para espantar como a maioria dos portugueses pouco se ralava com isso... até se viu gostarem de repetir a dose votando no Isaltino e, ainda me lembro, de uma reportagem em que, na rua, as pessoas diziam que era maldade chamarem-lhe corrupto porque ele, até tinha feito muita obra e, se tinha feito alguma coisa menos legal, "no problemo" tinha sido em prol do Município...
A estupidez é tanta que não viam, quem e como, iriam pagar tanta obra... e, o pior, quanta dívida era feita e quantos juros ficariam para pagar...
Agora, parece que alguns (nem todos) estão a começar a perceber que o dinheiro não cai do céu e tudo o que é feito ou desperdiçado, lhes vai sair do bolso, mais cedo ou mais tarde.

Quanto à Partidocracia... prefiro acreditar que as Pessoas não são todas iguais... coisa que, com os Partidos, nunca se sabe muito bem, até ver quem irá sair do saco... vote antes e guarde o susto para depois ;)
Não há dúvida que prefiro as Autárquicas... arrisco menos... apanhar no depois, um ataque cardíaco ;)
É claro que dentro do que há, arriscamos, mas olhe que a insegurança de saber que o poder económico consegue comprar pessoas... é arrepiante e, os Partidos são compostos por muitas pessoas, numas até podia pôr as mãos no fogo mas outras...
Por isso, sobre os Partidos não serem todos iguais... cada vez estão mais semelhantes, só que, alguns, ainda não passaram pela verdadeira prova de fogo... Garantida... só a morte... e mesmo essa... com tanta tecnologia, não sei se será para durar.
Cada vez estou mais descrente... isto só pode virar, se todos os cidadãos europeus acordarem, mas no bom sentido, ou o euro rebentar e será a desgraça da Europa.
A solução já não está em remendos domésticos...

Bjos

Lídia Borges disse...


Há dias ouvi uma senhora idosa, temendo pela sua parca reforma, dizer muito indignada que quem arruinou isto tudo foram os que deram o rendimento mínimo aos "malandros"...

Lídia

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Que andamos a ser roubados há muito tempo, ninguém tem dúvidas.
Quanto aos partidos felizmente não são todos iguais, mas todos podiam ( e deviam) ser um bocado melhores se estivessem realmente interessados nos problemas do país, antes de pensarem nos seus interesses particulares.

Graça Sampaio disse...

Claro que os partidos não são todos iguais - como poderiam ser? mas quando não se entendem, a responsabilidade não está apenas de um lado.

jrd disse...

Aí onde te encontras, as PPP são pormenores ao pé do Satuo.
Sabes par que serve? Eu também não!...