07 dezembro, 2012

Poesia (uma por dia) - 10

Cartaz "Sete sois, sete luas", imagem da net
SETE
Possuo um segredo
Guardado a sete chaves.
Coberto por sete véus
Das sete cores do arco-íris
Não é um bicho de sete cabeças,
Mas envolve alguns dos sete pecados
E algumas das sete virtudes humanas..
Ao som das sete notas musicais,
Soadas pelas sete trombetas do Apocalipse,
Posso levar você aos sete portões do inferno,
Nos sete anos dos espelhos quebrados, ou
Podemos voar sete léguas
Pelos sete céus estendidos ao longo
Dos sete mares,
Nunca dantes navegados,
Somente para visitar
Os sete planetas sagrados.
O prazo de escolha são os sete dias da semana.
Decida-se.
Antes de tudo porém,
Devo perguntar o principal:
Você tem sete vidas? 

7 comentários:

O Puma disse...

Poesia
uma por dia

já não é mau

Bjs à Gisa

Gisa disse...

Ah Rogério... Sete beijos no teu coração!
Obrigada pela lembrança!
Adorei!

Maria João disse...


Ocorreu-me de imediato a Balada das sete saias ...
" Sete ondas se noivaram
Ao luar das sete praias
Sete punhais se afiaram
Menina das sete saias (...) "

Sim, a ler e a escrever também se vive!

Um abraço fraterno à Gisa.
Um beijinho para si.

Janita disse...

"...E em cada teu gesto
a grande peregrinação
das sete penas do amor lusíada."

Parabéns à Gisa pelo lindo texto e um beijo para ambos.

Janita

Graça Sampaio disse...

Não porque não sou gato...

A atração do número sete - o número mágico!

Muito bonito!

jrd disse...

Que ninguém "corte" o sete.

© Piedade Araújo Sol disse...

sete vidas tem os gatos, mas o numero 7 já por si é mágico e quer dizer muitas coisas...

gostei do poema

parabéns à Gisa

beijo

;)