15 janeiro, 2013

Poesia (uma por dia) - 30

ARRUMAÇÃO

Colocar tudo nos seus devidos lugares ‒
as certezas e as interrogações

Este fogo que arde devagar
colocá-lo no altar das coisas perdidas

ao abrigo do medo de deixar alguns lugares
vazios

Nota: A imagem (da net) foi escolhida por mim. Não sei se com ela concorda o poeta. 
Apenas lhe interpreto o "medo de deixar alguns lugares vazios"